26 de dezembro de 2009

Diferença entre o Crente e o Cachaceiro

Zé Luís



Sempre fico com uma sensação que estou cometendo algum pecado implícito, que por mais que me esforce, não consigo perceber aonde é que está meu delito.

Amigo meu me olhou com estranheza quando disse que goste do repente de Castanha e Caju, e que colocaria no blog. Gostei que até ri. Foi aí que acho que pequei. Não sei.

Meus filhos fizeram o mesmo olhar quando disse que não conhecia a música. "Em que mundo meu pai anda?": esta era a tradução dos seus olhares.

Gostaria de ver a cara de vocês, enquanto ouve a comparação cantada acima. A minha foi de riso.Mas talvez esta seja apenas a reação de um confuso cristão. Você diz.

4 comentários:

  1. Talvez acabe surgindo também a versão gospel de Cajú e Castanha, se é que não já exista. O mais interessante é que de todo não estão mentindo.

    ResponderExcluir
  2. PoiZÉ...

    Eu não sou contra nem a favor de nenhum dos dois.

    Muito pelo contrário!

    He he :P

    Abs,

    R.

    ResponderExcluir
  3. PoiZÉ...

    Eu não sou contra nem a favor de nenhum dos dois.

    Muito pelo contrário!

    He he :P

    Abs,

    R.

    ResponderExcluir
  4. PoiZÉ...

    Eu não sou contra nem a favor de nenhum dos dois.

    Muito pelo contrário!

    He he :P

    Abs,

    R.

    ResponderExcluir