14 de janeiro de 2010

Novas Candelárias: Tragédia Anunciada.


Zé Luís


Aqui em São Paulo, já por dois dias seguidos, a Rede Record alerta, através de seus jornais, sobre assaltos feitos por garotos, moradores de rua, da região do Anhangabaú. Fazem isso diante do posto da policia, como se constata nas gravações dos vídeos, onde consomem e vendem droga abertamente. Atacam em grupo, e arrancam – com não pouca violência – pertences dos usuários do Metrô que transitam por ali.

Segundo a reportagem do link acima, nenhuma providência foi tomada até o momento, e os crimes continuam, sem policiamento, sem controle, sem governo.

Memória:
Dia 23 de Julho de 1993, quase meia-noite. Um grupo de jovens dorme em frente da igreja da Candelária, Rio de Janeiro.

Paulo Roberto de Oliveira, 11 anos
Anderson de Oliveira Pereira, 13 anos
Marcelo Cândido de Jesus, 14 anos
Valdevino Miguel de Almeida, 14 anos
"Gambazinho", 17 anos
Leandro Santos da Conceição, 17 anos
Paulo José da Silva, 18 anos
Marcos Antônio Alves da Silva, 19 anos

Esta é a lista de mortos, quando um grupo armado se aproximou e atirou em mais de setenta pessoas, causando comoção nacional(quando a história foi ao ar, em rede nacional). A motivação dos assassinatos não ficou clara. Algumas versões dizem que alguns daqueles garotos tinham assaltado a mãe de um policial, outra conta que viaturas da policia foram apedrejadas por aqueles meninos. Outra versões, mais cruél e aceitável, conta que tudo não passou de uma “limpeza” do centro Histórico, local de muitos turistas.Em resumo:Vingança.

O movimento “Mães da Candelária” surge então, com familiares procurando filhos desaparecidos, torturados e assassinados. O tal movimento inspirou as “Mães da Sé”, famosa praça do centro de São Paulo. Curiosamente, um dos sobreviventes da chacina carioca, participou de outro crime amplamente divulgado anos depois, o O Sequestro do Onibus 174 com direito a filme, contando a história.

Hoje,os meninos -e homens- do Anhangabaú são assaltantes. Devido ao alto volume de drogas ingeridas, não destinguem quem agridem. Não se pode também evitar que, cedo ou tarde, atinjam alguém que revide com mais truculência, ou que resolva promover nova "limpeza".

Por isso, sugiro a criação já de uma nova ONG: “Mães e Pais do Brasil”. O objetivo é fazer com que as mães destes meninos amplamente divulgados pela TV, procurem-os antes de que “Candelárias” se repitam. Gente com filhos espalhados pelas Sés, Anhagabaús, Fortalezas, Belo Horizontes...e por aí vai...

Sei que isso não é tarefa fácil: temos que trabalhar, as vezes ganhando pouco, enquanto nossa prole vive suas vidas, longe de nossos olhos, sem sabermos o que realmente fazem, ou mesmo, quem realmente são.

Certa vez, uma amiga, irmã da igreja, me perguntou porque Deus deixou que o filho fosse assassinado quando este foi pego pela policia em flagrante assalto, numa casa de classe média da cidade. Disseram que foi seu primeiro assalto. E último. O garoto não tinha vinte anos, e estava irreconhecível na gaveta do necrotério. Eu não tinha o que responder. E não tenho: Sou só um confuso cristão.

O trágico detalhe é que muitos pais, que antes não tinham tempo para se ocupar nesta busca pela própria próle, acaba fazendo a razão de sua existência após as tragédias, que faço questão de anunciar.

Uma coisa eu sei: Esse Mundo Jaz no Maligno. Os fatos só confirmam, e confirmam, e confirmam...

Um comentário:

  1. É amigo irmão..
    Esse´é um triste assunto. E.. parece mesmo anunciada a desgraça.. Só não vê quem não quer.
    A população e opinião pública diante da inércia e ineficácia dos governos e segurança pública, torna-se muito pouco misericordiosa que os reincidentes e desagradáveis marginais.. Daí.. Tomam suas próprias crués providencias.
    Deus, misericórdia de todos nós. Vítimas e vitimados.

    ResponderExcluir