O Testemunho do Palhaço!

Matéria postada no Recortes de um conterrâneo talentoso, Eder Barbosa de Melo.



Soren Kierkgaard (1813-1855), teólogo dinamarquês, brindou-nos com uma parábola. Conta-nos que um grande circo acampou nas cercanías de uma cidade. Na tarde que antecedeu a estréia, quando saltimbancos, mágicos e trapezistas se preparavam para o espetáculo, começou um grande incêndio no circo. O palhaço, já tratado e pintado, correu para a cidade em busca de socorro. Desesperado, ele gritava em praça pública, clamando por auxílio. Porém, quanto mais elevava a sua voz e corria de um lado para outro, mais as pessoas se divertiam. Pensavam que ele usava de um ardil excelente para lotar o circo. Exausto e em desespero, caiu de joelhos: “Por Deus, por Deus! Ajudem-nos! O circo está em chamas”. Os meninos gargalhavam. Os mais velhos se maravilhavam dizendo: “Quão extraordinário ator se mostra o figurante do circo, que sabe chorar para fazer graça”. E o circo foi destruído pelas chamas.

Moral da história: Se perder o testemunho, a Igreja perde também a autoridade para falar.

- Transcrito do Livro “O que os evangélicos (não) falam”, de Ricardo Gondim, Editora Ultimato.

Comentários

  1. Zé Luiz, essa estória é o máximo.

    No caso da igreja brasileira isso já está acontecendo. O descrédito é grande.
    Quando alguém se apresenta como ´evangélico´ logo é taxado de trouxa ou de otário que leva dinheiro para o pastor, ou quando o sujeito se apresenta como pastor, que é o meu caso, logo é taxado como o espertalhão que tá vivendo às custas do povo. A certa hora da noite todos os gatos são pardos, enquanto isso "o circo tá pegando fogo" e ninguém acredita em nós.

    No Amado

    Ielton Isorro

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo talentoso, fiquei mais feliz ainda vindo de você. Desculpe a demora, é que tive que vir no Rio resolver umas coisas, mas já tô voltando pra Natal. Abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os 10 números mais significativos da bíblia

Sobre anjos: 10 erros comuns