9 de março de 2010

Estupradores Satanistas vão a Juri


Dois jovens irão a julgamento na Rússia por liderarem seita de adoradores de Satã. Seus adeptos foram submetidos a abusos durante encontros, enquanto algumas meninas, incluindo menores de idade, foram estupradas.

A seita chamada "Nobilis Ordo Diaboli" - ou a "Ordem Nobre do Diabo" - faz seus cultos a Satanás na República da Mordóvia na Rússia central desde 2003. Foi fundado pelo estudante de medicina Aleksandr Kazakov, 24, e enfilerou cerca de 75 adeptos ao longo dos anos, segundo os investigadores.

Kazakov, o principal suspeito no julgamento, usou seu carisma para atrair os jovens das tradicionais famíias para a "Ordem". Novos adeptos, amigos simpatizantes e praticantes do misticismo foram recrutados à seita satânica, assim como através de sites e fóruns na Internet. Todo iníciado era obrigado a assinar um "contrato", que dava ao "sumo sacerdote" posse de sua alma como parte dos rituais de iniciação.

Sob a orientação de Kazakov, os membros se reuniam em segredo, trajando vestes negras e executnado "ritos profanos", o qu incluíam orgias e sessões de bebedeira que poderiam durar dias. Para as meninas, o sexo com os iniciados era uma exigência, sendo que poderiam ser estupradas deliberadamente. Os satanistas também não hesitavam em envolver menores, dizem os investigadores.

O segundo homem a julgamento, Denis Danshin, 23, o segundo no comando, era responsável pela dissidência e reprimir a dúvida entre o rebanho, por vezes através da violência.

Quando a polícia reprimiu o culto em 2009, eles apreenderam vários livros sobre satanismo e ocultismo, além de apetrechos como crânios animais. Os réus alegam que sua seita era um mero clube de RPG (role-playing clube), e tudo o que os membros fizeram, foi feito voluntariamente. Eles também negam acusações de abuso sexual e violência.

Momento da absolvição
Comentário do Editor:
A anos atrás, em Minhas Gerais, uma adolescente foi assassinada em um cemitério, dentro das regras deste RPG. Os assassinos alegaram apenas estar jogando, e ela, a moça morta, fazia seu papel no jogo.

Satânico ou não, perde-se a noção da fantasia, trazendo a realidade os efeitos nefastos deste mundo - supostamente? - imaginário.

Fonte: RT.com