27 de março de 2010

Eu tenho medo de vocês, pessoas...

O casal Nardoni foi condenado como era de se esperar. Mais uma vez as pessoas se uniram, gritaram e desta vez comemoraram. Fogos de artifício. Tentativa de alcançar os criminosos e mostrar o quanto eles são monstruosos e detestáveis, linchando-os. O texto abaixo escrevi dois anos atrás, alguns dias após o crime se tornar o único assunto dos telejornais.

"Eu tenho medo de vocês pessoas, que rastejam solitárias e egoístas e subitamente se unem selvagens, matilha desgraçada e decaída, gritando refrões estúpidos, procurando a oportunidade de cometar crimes anonimamente.

Eu tenho medo de vocês pessoas, que vestem máscaras de pieguices e sentimentos que não tem, que torcem nas mãos terços que não rezam e espremem lágrimas que não derramam por aqueles que lhe são próximos. Tenho medo das suas frases prontas, do seu senso absurdo de justiça, da ânsia em verem-se livres do peso da lei para darem vazão ao seu desejo destruidor. Não importam os alvos, não importa quem seja. Basta que lhes guiem, basta que lhes ordenem e juntam-se, maltrapilhos da alma, para obsessivamente perseguirem a presa manca.

Eu tenho medo de vocês muito mais do que do criminoso perseguido.

Eu tenho horror de suas caras de pobres de espírito, das suas religiões estúpidas que se apiedam do anjo branco bem nascido e ignoram todos os outros decaídos, que apelam para a ira divina como ignorantes do começo dos tempos.

Eu tenho medo de vocês pessoas, por que vocês são a maioria e a cada dia conquistam mais cargos de liderança e poder. Eu tenho medo de vocês que enfeiam este mundo tão bonito, que poluem meus ouvidos, que desgastam minha fé.

Tenho medo de vocês, entusiasmadas donas-de-casa, guardiãs da normalidade e do aceitável, munidas de pedras e paus, prontas para arrancar a pele de alguém e cometer crimes maiores que qualquer criminoso linchado. Eu tenho medo e o meu medo é muito maior do que minha compreensão.
Eu tenho horror a vocês."
22/04/08

Ariane, editora do Ás de Espadas, tem também o TNB com várias dicas e templates para blogs, onde muitas foram usadas neste.

Outra reflexão que vale a pena é O voo panorâmico dos abutres
do reverendo Digão. Ele lembra que se a menina morta fosse filha de pobre, jamais a imprensa daria um minuto de espaço.