14 de março de 2010

Exorcista-chefe diz que Diabo mora no Vaticano

O chefe do departamento de exorcismo da Igreja Católica, padre Gabriele Amorth, 85, disse ao La Repubblica que “o Diabo mora no Vaticano” e que o chifrudo tem devotos que são bispos e que há padres que não acreditam em Jesus.

É por isso que, segundo ele, tem havido pedofilia entre os sacerdotes. “São consequências do Demônio na Santa Fé.”

As afirmações do exorcista mor ocorrem em um momento de intensas denúncias de pedofilia e maus-tratos a crianças contra padre da Alemanha, Holanda e Irlanda.

Na Alemanha, as denúncias envolveram até o coro de meninos que por 30 anos foi dirigido pelo irmão mais velho de Bento 16, o padre Georg Ratzinzer, 86.

Ratzinzer disse que nunca soube que sacerdotes abusavam sexualmente dos meninos, mas admitiu ter batido neles nas vezes de mau desempenho do coro.

Amorth disse ao jornal italiano que o Satanás “pode ficar escondido ou falar diferentes línguas, ou mesmo parecer simpático”. Acrescentou que Adolf Hilter foi um possuído.

Afirmou ter o apoio do papa. "Sua Santidade acredita de todo coração na prática do exorcismo. Ele tem encorajado e louvado o nosso trabalho".

Fonte: Paulopes Weblog

3 comentários:

  1. É por essas e outras que eu não saiu de casa sem guarda-chuva - NOT!!

    Fiquei pensando, qual será o tipo de pasta de dente que o diabo usa? Será que usa uma daquelas whitening?

    PS: Me desculpa, eu sou escroto mesmo. Não dá para levar uma notícia dessas à sério.

    ResponderExcluir
  2. Com o demônio morando em casa fica mais fácil em quem colocar a culpa...

    ResponderExcluir
  3. Olá, Italo,,,

    Não é escroto não...não muito...kkkkkk

    Alexandre. Vc tem e-mail?

    ResponderExcluir