25 de março de 2010

Um desviado entre nós

por Zé Luís

Dia desses ouvi que mais um desviado surgiu na igreja onde congrego.

Desviado, como você deve saber, é aquele sujeito(a) que sumiu da igreja, e quando você ouve algum comentário sobre ele, vem logo as piores informações, normalmente acompanhadas de uma virada de olhos, ou um balançar negativo da cabeça.
“Aquele ali só Deus...” é o campeão dos comentários dos irmãos menos radicais(não queira ouvir o que falam os irmãos mais santos).

Este ser vil, o desviado, habitualmente é lançado em uma espécie de limbo mental da membresia local: tratam rapidamente de esquecer o ingrato, que parece ter esquecido de como é bom ser como aqueles que ficam. Alguns da comunidade, mais piedosos, cumprem seu papel: visitam o sujeito, contam sobre a igreja e suas vantagens, falam que sentem falta nos papéis que ele representava quando fazia parte da comunidade. Mas esses caras não tem jeito: Dizem que voltarão em breve, e até arriscam a aparecer uma ou outra vez, mas no final, eles não tem jeito mesmo...

Mas quem seria o novo desviado da igrejinha do alto do morro?

Eu!...e nem fui notificado formalmente de meu atual status.

Fui julgado e sentenciado: desviado. Possíveis causas? Esse blog, entre outros que posto, com conteúdo igualmente subversivo e impróprio para um típico evangélico de igreja pentecostal.

Foi numa conversa de canto de ouvido que descobri minha situação. A condição foi revelada quando meu nome foi cogitado para um trabalho na comunidade e algumas irmãs, com a típica virada de olho, soltaram a famigerada frase acima citada: “Aquele ali? Só Deus...”. Isso foi suficiente(e eu nem tenho contato com aquelas irmãs.) Como deduziram sobre minha condição espiritual ainda é um mistério, mas eu sou ou não sou um desviado?

Estar desviado é estar desencaminhado do Caminho. Anda-se por lugares onde normalmente alguém que professa ser crente não andaria. Não se frequenta a roda dos escarnecedores

Pensando nisso, deduzi que, se estar fora da proposta de Cristo é a condição para ser um desencaminhado, conheço miríades de pessoas religiosas, que tem ministérios e grandes rebanhos na condição que me acusaram. Lembrei-me de milhares de igrejas que nem de longe seguem os preceitos de Jesus. Cursos e mais cursos teológicos que nem de longe podem chamar o Mestre de mestre: positivismo e auto-ajuda rasgada. Mesmo as orações nada tem haver com aquele que Ele nos ensinou. Compare esses “clamores” modernos com a oração do Pai Nosso.

Quantos desviados! Alguns me acusando dessa condição. Talvez entendam melhor disso do que eu. Alguns caídos chamam os refeitos de caídos, mas creio que não seja o caso das minhas irmãzinhas. Elas aprenderam que o afastamento do espírito comum que saiu de um púlpito – que nem sempre saiu da mente de Cristo – é uma rebeldia, e como sabemos, toda rebeldia é um princípio de queda.

Por mim, ainda creio que nem morte, nem vida, nem anjos, nem principados, nem coisas do presente ou do porvir. Nem poderes, nem alturas ou profundidade, nem qualquer outra criatura me separará do Amor de Deus. Não sou eu quem inventei isso. Isso foi ideia de Deus. Quem sou eu para desdizê-lo. E você? É um apostata da fé ou de um desviado de grupo que se auto-denomina religião?

12 comentários:

  1. sim com certeza!!
    estou fora do consenso do que é ser evangélico e tbém recebi o diagnostico fatidico do sinédrio de plantão.
    Mano, estamos no Caminho, hoje pra mim é o que basta, pois outrora quis me encaixar no padrão crente de ser. Repito como Pedrão: Senhor pra onde iremos se só tu tens Plavras de vida eterna"

    abraço

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente muitas vezes há mais desviados dentro da igreja que fora dela, não queira conhecer os bastidores da vida dos irmãos "mais santos", que crucificam os outros com comentários ácidos. Estou vivendo uma crise, não espiritual, mas de princípios. Seus textos têm me ajudado. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Po, Zé! Parecia até que o texto era meu de tão perfeito paralelo entre nossas histórias - inclusive alguns detalhes!

    Excelente texto, como sempre.
    Abração,

    @gustavogui

    ResponderExcluir
  4. Mano velho, tem meu irrestrito apoio! Eu passei por esta mesma situação... Sem tirar um ponto!

    Também comecei á colocar algumas ideias que eu nutria a algum tempo em um blog. A promotoria eclesiástica foi muito eficiente! Encarregou-se de levar as provas dos meus crimes ao conhecimento de um juiz...

    O próprio juiz, determinou minha sentença e foi meu algoz...

    Quando resolvi "voltar" (na verdade, queria rever alguns irmãos queridos), em vez de ser recebido com um abraço, fui apedrejado, uma episódio realmente triste, que prefiro esquecer...

    Bem mano... Só posso te desejar que Deus continue te abençoando e te dando lucidez...

    Fica com Ele

    ResponderExcluir
  5. Se essa sua igreja tem "determinado" e "profetizado" mais do que orado; se essa sua igreja tem esvaziado a Escola Bíblica e enchido os "louvorzões"; se essa sua igreja tem medido seus membros pelos dízimos; se essa sua igreja tem dado preferência aos cooperadore$$$ mais do que às ovelhas; se sua antiga igreja espera o avivamento mais do que o Arrebatamento; se sua igreja tem superobreiros mais do que imitadores de Cristo; então, CONTINUE DESVIADO ! Graça e paz.

    ResponderExcluir
  6. Olá graça e paz seja contigo!!
    Amigo De Cristo
    Aproveitando essa felicidade dessa visita, gostaria de ter sua opinião sobre o segundo debate do PR Silas Malafaia, sobre a PL 122/2006 que uma lei que se encontra nos tramites do senado sobre a homofobia ou melhor a lei que resguarda os direitos de pessoas homossexuais Silas Malafaia esteve no Programa do Ratinho (SBT) nesta quarta-feira (24/03)

    ResponderExcluir
  7. Zé, nem sabia se ria ou se chorava enquanto lia esse post. É de lascar!
    Mas, usando as palavras que eu disse a um amigo hoje, te lembro que a boca fala do que o coração está cheio.
    Tem muuuito velhaco espiritualóide por aí vomitando lixo, agredindo irmãos, mandando pro inferno (que isso eles sabem fazer tão bem quanto o diabo), dizendo que o coraçãozinho é santo e se declarando a serviço de Deus.
    Se eu tivesse uma máquina do tempo mandava todos eles pra...ops...pro tempo da Inquisição.
    Quem sabe uma fagulha santa pulava na roupinha de domingo deles...

    ResponderExcluir
  8. Só não digo bem vindo ao clube, porque eu realmente não sei qual é o meu "clube" mais.
    De qualquer modo, é assim que começa: você está sendo julgado e desqualificado por quem não tolera que você esteja no caminho de amadurecimento sem as preconcepções religiosas ou denominacionais e sem o aspecto corporativista engessado e partidário que parecem ser mais o espírito de certo grupo de crentes do que a graça e amor demonstrados nos evangelhos.

    Tomara que você não precise chegar nos próximos estágios desse caminho: que seria o de se sentir quase que obrigado a abandonar esse meio, tanto por não fazer mais sentido estar nele como por algum modo passar a ser censurado lá. Depois disso as coisas não ficam mais fáceis não heuhauea.

    Leão

    ResponderExcluir
  9. Não creio nesse termo "desviado". Existem sim os "afastados".
    Afastados, na maioria das vezes, são pessoas que não conseguem ver coerência entre a igreja "evangélica" dos dias de hoje e a igeja bíblica cristã que a bíblia descreve.
    Escrevi um texto sobre o assunto no meu blog http://diariodoppastor.blogspot.com , mas de já lhe adianto:
    "Desviar se" do mal é a melhor coisa a se fazer e,no nosso caso esse mal tem um nome: RELIGIÃO.
    PAZ.

    ResponderExcluir
  10. Oi Zé!
    Já havia lido este post há algum tempo e devo confessar que foi por isso mesmo que comecei a te seguir, rapá! rsrs..
    Agora, mais ainda, posso te afirmar que os maníacos dali iriam endoidar de vez ao "me" ver escrevendo aqui (tomara que vejam!! rsrs) porque assim como tu, eu posso estar desviado tumbéin!! E o pior: já cheguei ao clero!! Agora estou pregando a mensagem mais limpa da minha vida, do cara mais desviado que já conheci, que por causa dos seus pensamentos fora dos padrões chegou a ser escurraçado do meio de seu próprio povo. Sabe quem é, né? Eu sei que sabe...
    Pois é.. se for pra ser desviado assim, é melhor que os aprumados se consertem, pois o nosso exemplo vem do Senhor que eles pensam que servem..

    Grande abraço, Zé!

    ResponderExcluir
  11. Conheço seu ministério, Gildo.

    Para mim é mais fácil do que para você ou mesmo a Adriana, que galgaram suas posições no "Reino" e a seriedade que vai nas suas almas os mantém sempre com a rédia puxada ao que é oferecido.

    Legal poder ter esse espaço e ler tanta coisa bacana postada por vocês.

    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  12. Eita, pensei que você estivesse se refirindo a minha pessoa. srsrsr..
    Algumas perguntas: Quantas igrejas Jesus fundou? Ser desviando, é não está indo à igreja? Ser desviado é não está seguindo e fazendo o que Cristo nos mandou a fazer? tipo roubar, matar, sentar-se a mesa com escanercedores, está entre os "pecadores"? E como estás "irmãs e irmãos" podem julgar e nos dá a condição de desviado só pq não está indo a igreja?

    ???

    ResponderExcluir