14 de junho de 2010

Afasta de mim este cálice


Brilhante.
Sinto falta deste brilhantismo capaz de inundar a cabeça de um adolescente e permanecer reverberando nas mentes dos senhores de quarenta que nos tornamos. Algo que nos provoca, que caçoava de uma ditadura poderosa que derrubara um governo, em um país onde a liberdade de expressão fora proibida.

Cale-se ou Cálice, ao que se refere Chico? Fácil entender quando se conhece o momento da História em que foi escrita.