17 de junho de 2010

O chá milagroso

-...E ele, depois de começar a beber, deu prá me bater! Olha aqui pastor: meu braço! Ele me tacou a pasta, pouco tempo depois de chegar em casa catingando a cerveja! Ele sabe que eu detesto cheiro de bebida! Mas chega naquele estado, fedendo, e ainda me bate! Deus não está me ouvindo. Se estivesse, não permitiria que um mal tão grande se abatesse sobre a serva Dele...”

-Eu tenho algo que pode te ajudar, mas você não pode questionar...- interrompeu o Pastor aquela mulher que se debulhava em lágrimas durante seu desabafo.

-Qualquer coisa, pastor. Eu “tô” desesperada...

O homem sai da sala pastoral, e volta com um saquinho com folhas de camomila:
-Faça isso: toda vez que seu marido chegar neste estado, você corre e começa fazer gargarejo com este chá. Por mais que se sinta provocada, por mais indignada, não pare de fazer o gargarejo...

Um mês depois a mulher visivelmente melhor volta a procurar seu líder espiritual:

-Pastor! Que remédio santo! Nunca mais apanhei, e ele até deu uma maneirada na bebida. Já tem uns dias que não chega bêbado. Que coisa maravilhosa... mas me diga: É só camomila que tem naquele chá?
-Sim...
-Mas eu não sabia da propriedade desta folha! É um verdadeiro milagre!
-Milagre é tú ficar calada quando tem que estar...

Calma, mulherada: nem todas são assim... né?