31 de julho de 2010

Abençoai as hienas


Aprendi a gostar de Jessé, em sua breve vida, vendo meu pai se emocionar ouvindo Porto Solidão, embora na época não fazia a mínima ideia do que a letra da música significava.

Achei essa pérola e resolvi compartilhar: Jessé, cantando muito antes do Brasil conseguir o tetra-campeonato mundial, ao vivo, em um programa chamado "Perdidos da Noite", quando o hoje conhecido apresentador nem imaginava que guinada sua vida daria.

2 comentários:

  1. Lindo Jessé cantando. Grande talento.

    ResponderExcluir
  2. PelamordeDeus... Desenterraste isto?

    O grande Jessé é uma daquelas pessoas que a gente conclui que não deveria morrer nunca; paradoxalmente, ao lado de Gonzaguinha, Tim Maia e outros grandes nomes da música Tupiniquim nos deixaram tão cedo...

    Eu tinha um velho disco de vinil dele, gravado com hinos, de título PARA MEU PAI, que eu ouvia até enjoar... Chorei no dia da sua morte, não tanto quanto no dia 1º de Maio de 1994... Mas o fato é que enquanto os bons vão cedo, os ruins vivem quase um século.

    ResponderExcluir