25 de agosto de 2010

Emancipação sexual se degenerou em pornografia, diz psiquiatra

A revolução sexual dos anos 70 estabeleceu a liberdade de sexo, sobretudo às mulheres, porque os homens de certa maneira já a tinham. Mas ela se degenerou tanto, que hoje os casais se tornaram, na cama, imitadores dos personagens do cinema pornográfico.

É o que conclui o psiquiatra Flávio Gikovate no seu recente livro Sexo (MG Editores). “O que ocorre hoje é muito triste”, disse. “É oposto que pretendia o movimento da emancipação sexual.”

Também é resultado da degenerescência da revolução sexual, segundo ele, a excessiva valorização da beleza, o que é uma tragédia, porque a maioria das pessoas não é bonita. Assim, pelo fato de o desejo masculino estar muito ligado ao visual, 90% das mulheres têm sentimento de inferioridade.

É por isso que hoje as mulheres se entregaram ao exibicionismo, para ver quem mais atrai os homens. E os homens também estão em disputa entre si para obter as mulheres bonitas. E tanto elas como eles cultuam a obsessão “pela aparência física e pelas coisas superficiais”, disse Gikovate à repórter Kátia Mello.

A proposta da revolução sexual era diminuir as diferenças entre os sexos, e por algum tempo, os homens se apresentavam de uma forma mais delicada de ser: usam bolsas à tiracolo, batas indianas e cabelos longos.

Mas houve um retrocesso, principalmente após o movimento hippe, e os homens voltaram a ser os machões de sempre e, o que foi pior, as mulheres passaram a imitá-los.

“Nos anos 80, elas começaram a usar terno e gravata”, lembra Gikovate (foto). O que não deixar de ser também uma aproximação entre os gêneros, mas da pior maneira possível.

A entrada das mulheres no mercado de trabalho se deu nesse contexto, e elas, nos países desenvolvidos, têm sido vitoriosas na disputa com os homens pelo emprego. “Mas elas agem dentro do padrão masculino”, afirmou o psiquiatra.

Assim, embora hoje as mulheres tenham mais poder de decisão, a sociedade continua masculina como sempre. Ou até mais, ao se julgar pela demonstração obrigatória de virilidade dos atores de filmes pornôs e das atrizes, que ostentam frequentemente variados falos postiços.

Visto no Paulopes

Um comentário:

  1. O que nos leva a compreender ainda mais o ser humano..
    Sempre haverão as diferenças e sempre haverá quem as queira igualar.

    Abçs!

    ResponderExcluir