7 de agosto de 2010

Viver ou Juntar dinheiro?

por Max Gehringer

Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico.

Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos quarenta anos, teria economizado 30 mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais.

E assim por diante.

Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas das viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei. Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis. Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na conta bancária. É claro que não tenho esse dinheiro.

Mas, se tivesse, sabe o que esse dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade. Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro com prazer e por prazer. E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida.

6 comentários:

  1. Fala sério... Deixar de viver, de sair, de comer aquela pizza ou me esbaldar em uma parque aquatico ou praia, viajar para poupar... Aff... nem pensar!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Zé..quase me fizeste chorar agora...(hj foi o contrário...)uma história triste de alguém q não comeu todas as pizzas, os cafés, os cinemas, as roupas... uma amiga linda, jovem, sempre juntando tudo q ganhava. Lembro das happy hours q não ia pois precisava juntar...pra guardar..e como ríamos qnd ela enfim era convencida ao ir nessas... Aos 24 já tinha apê na praia, considerável verba acumulada, e um namoradao inconsequente... e um carro potente...infelizmente hj não está entre nós..repensei o "inútil vos será bem cedo levantar penosamente trabalhar". bom finde.

    ResponderExcluir
  3. Oh...tem a ver com o que postei em meu blog:
    Enquanto seu pai vive, ofereça flores enquanto é dia... http://goo.gl/b/5EiJ
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Ah, cara... mas você pode ter certeza de que a maioria dos jovens e brilhantes executivos do nosso país estão fazendo muito mais do que isso que você faz, viu?...
    Desculpa se vou ser do contra agora, mas os ricos, jovens e brilhantes executivos estão torrando muita $$$ e não tá fazendo falta, sabe?
    Acho que essa regra aí só se aplica a gente como eu, que não é rica, nem jovem, nem brilhante, e porque não, nem mesmo executivo.

    ResponderExcluir
  5. Bom, mas o argumento é idiota. É consolo pra quem não tem domínio próprio.

    Primeiro, porque mesmo não tendo guardado nada, ele está nos mesmos 61 anos. Se tivesse, estaria do mesmo jeito, só que com dinheiro.

    Segundo é que ele fala em gastar com supérfulos... os mesmos que ele diz que gastou a vida toda. Deu na mesma, só que tá sem o dinheiro.

    E terceiro, porque ele poderia muito bem guardar 100 reais por mês, sem deixar de tomar os cafés ou caipirinhas, ou comprar as roupas que ele fala. Ou seja, não precisa deixar de viver para poupar. É o que eles fazem com o teu FGTS. Você ganha o salário e ainda tem um pouco guardado.

    É fácil, é só seguir a Biblia.
    Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura. Isaías 55:2

    O que é errado é ser ganancioso e avarento.

    Gandolpho

    ResponderExcluir