6 de dezembro de 2010

Britânica salva suicida em ponte mas recebe multa de estacionamento

Cathryn disse que foi ameaçada de
processo após recorrer da multa
Uma britânica que impediu que uma mulher se suicidasse se jogando de uma ponte se disse indignada por ter recebido uma multa ao retornar ao seu carro após o salvamento.

Cathryn James, de 36 anos, subiu no corrimão de uma ponte em Swansea, no País de Gales, para agarrar a mulher suicida e impedir que ela saltasse até a chegada dos serviços de emergência.

Quando ela voltou ao seu carro, encontrou uma multa de 60 libras (cerca de R$ 160) por ter passado 22 minutos do limite de tempo para estacionamento no local.

Cathryn escreveu para a companhia responsável pelo controle do estacionamento, incluindo uma carta da polícia com uma comenda por sua coragem em salvar a mulher suicida.

Apesar disso, a companhia manteve inicialmente a multa e ameaçou levá-la à Justiça caso ela não pagasse.

A multa acabou sendo suspensa apenas depois que o caso foi parar nas páginas dos jornais britânicos.

Instintos

Cathryn diz que pagou o estacionamento por três horas e saiu para fazer compras quando ouviu que uma mulher havia subido sobre a ponte do rio Tawe e ameaçava pular sobre as águas congeladas.

“Quanto ouvi que havia alguém em perigo, meus instintos falaram mais alto e corri para lá”, conta. “Consegui chegar até ela pela ponte e estava tentando mantê-la calma.”

“Enquanto eu falava com a mulher, ela estava fisicamente me segurando. Se ela caísse, me levava junto”, afirmou.

Ela disse ter passado cerca de uma hora com a mulher na ponte até que ela fosse retirada de lá.

“A última coisa na minha cabeça era que meu tíquete do estacionamento ia vencer”, reclamou.

Fonte: BBC Brasil