15 de julho de 2011

Mulher de Kaká questiona o dízimo e diz que se manterá longe de religião

Caroline Celico (foto), 23, mulher do jogador Kaká, 29, questionou a validade do dízimo ao afirmar que fazia uma leitura errada da Bíblia, literal.

Ela deu um exemplo: “Numa passagem da Bíblia está escrito que para se curar da lepra era preciso dar sete mergulhos no rio Jordão. Então [eu pensava]: se Deus precisava que eu desse sete mergulhos, hoje Ele precisa que eu dê uma oferta, que eu entregue meu dízimo. E até meu dízimo não estar entregue, não vou receber meu milagre. Hoje vejo que Deus conhece o meu coração. Se eu entreguei ou não alguma coisa para Deus, Ele sabe o meu sentimento”.

Carol (como gosta de ser chamada) e Kaká se desligaram da Igreja Renascer ao final de 2010. Ela disse em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha desta sexta-feira (15), que não pretende seguir nenhuma religião. "Por enquanto não sinto falta dos rituais”, afirmou. “Mas não posso dizer nunca mais.”

Ela não quis falar sobre as causas de sua saída e a de Kaká da Renascer. “Foram por muitos motivos, mas não vou citá-los. Isso é uma coisa minha.”

No ano passado, quando Carol escreveu no Twitter “como é bom não pertencer a nenhuma denominação”, especulou-se que o casal estava descontente com Estevam Hernandes, fundador da igreja, por causa da má administração e desvio do dízimo.

Kaká, além de ser usado como garoto-propaganda da Renascer, era o maior dizimista da denominação. Estima-se que só em 2009 ele tenha colocado R$ 2,4 milhões nas mãos de Hernandes.

Na entrevista, Carol deixou claro que rompeu com a teologia da prosperidade pregada pela Renascer, entre outras igrejas evangélicas. "Acreditei em coisas que não estavam na Bíblia."

Disse que nas músicas do CD que começa a ser vendido nos próximos dias ela procura passar a mensagem de que Deus não age “aumentando uma conta de banco ou abrindo uma porta de emprego”. Acrescentou que, para ela, “Deus não é isso”.

Não se sabe até que ponto ela falou em nome do marido. Se Ricardo Izecson dos Santos Leite (nome de cartório de Kaká) hoje pensa como Carol, ele percorreu uma trajetória espiritual que partiu de uma militância evangélica que por vezes transbordou inadequadamente no gramado dos estádios para se tornar um religioso sem religião.

Fonte: Paulopes

Nota do editor deste:
Não sei se sou eu, mas alguém mais notou um certo tom amargo nas confissões dessa moça? Mais um resultado da forma irresponsável que essas lideranças evangélicas conduzem suas ovelhas...

12 comentários:

  1. Luciana M. do Valle16 de julho de 2011 11:59

    Parece que agora ela está começando a ir pelo caminho certo.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, é muita religião pra pouca verdade, agora sim ela pode acreditar na verdade sem largar dela!

    ResponderExcluir
  3. Não sei se é pra rir ou pra chorar.

    Abraços, Paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  4. se ela começar a busca pela raíz do cristianismo a começar pela leitura da biblia e estudar e pesquisar filosofia patristica e os primeiros padres da igreja dos primeiros séculos, e a historiografia cristã, pois , toda arvore já foi uma semente em potencia, ela irá sinceramente e convictamente assim como eu a desvendar a igreja tão querida como esposa de cristo, lendo tambem dentre os padres da igreja o bispo inacio de antioquia e sua carta aos esmirnienses, o qual ele diz: "Onde está cristo está a igreja católica", isso no ano 100 d.c. ele foi discipulo de joão, amigo de paulo e presidiu a igreja em antioquia fundada por pedro, ou seja ele tinha todas as credenciais apostolicas para dizer tais e linda palavras e escreve -las, ou seja a verdadeira igreja de cristo é a igreja católica apostolica romana, estes padres apostolicos estão em qualquer site da internet é só estuda -los e descobri-los como ícones da fé cristã católica, não sou eu que digo e sim os documentais paleo-cristãos. .... fiquem com Deus..

    ResponderExcluir
  5. Amigo(a) anonimo(a):

    Você crê realmente que colocar-se diante de uma pilha de livros, conhecer TODAS as nuances da ICAR (excetuando claro, a Inquisição e o Papado político de séculos e séculos) fará com que a fé da moça renasça?

    Se a intenção é usar esse espaço para promover suas crenças, isso não será vetado, mas sugiro que:
    1º - Se identifique (a não ser que você não queira ser associado com o que escreve, o que não soa verdadeiro)
    2º - Use motivos mais convincentes. Não creio realmente que sua devoção pela ICAR seja por que conheceu os patronos da igreja primitiva.
    3º - Use um espaço mais próprio.

    ResponderExcluir
  6. Errado foi ordená-la "Pastora", como fazem nessas igrejas mercadológicas e neoapostólicas, eles não se convertem de verdade, são convencidos a viver esse mundo de super cristãos, pois se tivessem se convertido de verdade já teriam percebido o erro e nunca fariam parte dessa Igreja de Hereges, de Apóstolos gordos e inchados de não fazerem nada e de palavras doces e pensamentos positivistas, e outra, não existe essa ordenação pastoral feminina na Bíblia, duvido alguém achá-la onde está essa ordenação ( não me venha citar Júnia em Romano 16;7) ... então o fato dela ser pastora, já está errado, outro motivo é a idade, 22 anos e ainda "Pastora" é brincadeira, é biblicamente incoerente levantar um jovem pastor, para ele chegar ao presbitério no mínimo de 25 a 30 anos trabalhando voluntariamente no ministério, passando pelas provas e ganhando experiência, desde cooperador até evangelista e pastor. Já deu para ver a asneira que Caroline Celico diz quando confunde práticas e rituais do Antigo Testamento para compendio de práticas e doutrinas no Novo Testamento. É "Pastora" ou era e ela não sabia que O Dízimo é anterior a lei (Gênesis 14:18-22). Não foi imposto, mas nasceu da espontaneidade de Abraão.

    O dízimo é adotado pela lei (Levítico 27:32; Malaquias 3:8-10).

    O dízimo foi adotado na dispensação da graça pela igreja cristã (Hebreus 7:1-8).

    Abraão é chamado de pai da fé (Romanos 4:16; Gálatas 3:7-9), logo os cristãos de todo o mundo são filhos de Abraão. Melquisedeque por sua vez é um tipo de Jesus Cristo (Hebreus 7:1-3). O sacerdócio de Cristo tem a ver com o sacerdócio de Melquisedeque (Hebreus 7:17-21) e é um sacerdócio eterno, logo Abraão reconhece a superioridade de Melquisedeque, e dá-lhe o dízimo de tudo (Gênesis 14:20), assim o crente em relação a Cristo (Hebreus 7:8).

    Jesus não é contra o dízimo (Mateus 23:23).

    Ao contrário do que se possa pensar, existem vários tipos de contribuições, que são: (1) oferta da piedade, (2) oferta para compra de terrenos, (3) oferta para fins de viagem, (4) oferta para conservação de prédios e, (5) oferta de votos, tais contribuições não são feitas publicamente, mas deveriam (Lucas 21:1-3). Então ser Cristão não é uma modinha adolescente, onde o mais $popular$ da turma brinca de ser pastora e depois que enjoa vai embora, ficar sem lugar para congregar mostrar que ela realmente só estava lá de passatempo e o Dízimo não tem nada a ver com Lei, é antes da Lei e é um ato de fé e como "Pastora" já deveria ter uma opinião formada sobre isso, Uma dica para saber se uma igreja é falsa é quando a igreja tem um dono e ele nunca sai da presidência da igreja, Não existe rotatividade de presidentes, haja o que houver, até escândalos sexuais e entre outros crimes eles não saem de forma nenhuma porque são donos, vide o Apostolo Estevam e "Bispa" Sonia Hernandes, depois daqueles escândalos ainda permaneceram a frente da igreja porque são donos delas, logo você associa que esses lideres não visam a espiritualidade e sim o lucro, se fossem sérios se ausentariam dela por um tempo até se concertar com a Igreja e com Jesus, pois eles causaram escândalos e na Bíblia diz : Aí daquele de onde vem o escândalo e por último o serviço cristão é voluntário, tem alguém contratado na igreja sua igreja ? Estão pagando eles para tocar, ficar na mesa de som, e trabalhar na área técnica da igreja? Avise seu pastor que isso é antibíblico ! Graça e Paz a todos

    ResponderExcluir
  7. Opa...rsrsrsrs

    Vc é o mesmo anônimo católico acima ou outro anônimo que está a frente de uma igreja e precisa defender o dízimo mais do que a necessidade do Espírito Santo na igreja?

    Todo esse esforço para validar a coleta financeira nos templos onde Jesus é celebrado chega a ser exagerado, já que o estado emocional e espiritual das pessoas engodadas e decepcionadas - como a moça acima - com o Reino está em segundo plano.

    A tal moça é apenas mais uma das milhares e milhares de pessoas decepcionadas com o que estão fazendo do Reino. Só que ela está em evidência na mídia, e é uma voz que representa uma massa engodada que não tem voz, meu querido.

    E saiba: todo esse discurso pró-dizimo-oferta em nome da manutenção da igreja (com letra minúscula mesmo) usando meia duzia de versículos encaixados a força é o motor que faz girar toda a industria chamada "evangelho" dos dias de hoje.

    Fato.

    Reconheço que você deu uma verdadeira aula sobre dízimo, mas poderia falar sobre misericórdia?

    ResponderExcluir
  8. Olá Zé Luiz ! Não sou o católico anônimo da postagem recente, meu nome é Hamilton Sales, sou funcionário público e professor de Geografia em colégios e cursinhos. Eu sou um estudioso sistemático das Escrituras Sagradas e pela misericórdia de Deus sou também professor da escola bíblica dominical e cooperador de uma Igreja de raízes pentecostais ( igrejas que surgiram na rua Azuza em 1906 onde os dons espirituais reapareceram na igreja) Apesar de eu não concordar com essa tese sobre o pentecostalismo e suas origens. Eu fui enganado por muitos anos nessas igrejas neopentencostais que são na verdade igrejas-empresas, onde o pastor tirava até férias no fim do ano e nós lá na igreja trabalhando, alguns de graça e outros contratados, passei muitos anos sem acreditar em nenhuma igreja até achar uma igreja simples de pessoas humildes, onde não existe dono, e há uma rotatividade dos pastores presidentes da igreja, a maioria literalmente, pois só um pastor recebe salário, não tem remuneração, o trabalho pastoral é voluntário e quando fiquei sabendo que a nossa igreja pagou aluguel durante 1 ano a uma irmã pobrezinha vi que ela vivia o que Tiago 1;27 deixou em sua carta sobre a igreja assistencialista. Por incrível que pareça ainda existe igrejas que pregam a misericórdia, salvação e a volta de Cristo, pois vi que ajudou por compaixão a essa irmã! É Zé Luiz Não é fácil ser imitadores dos apóstolos e são poucos que tem essa consciência sobre o serviço cristão que é :

    1 Coríntios cap. 4 Vers. 9-16

    9 - Porque me parece que Deus pôs a nós, os apóstolos, no último lugar. Somos como as pessoas condenadas a morrer em público, como espetáculo para o mundo inteiro, tanto para os anjos como para os seres humanos.

    10 - Por causa de Cristo nós somos loucos, mas vocês são sábios por estarem unidos com ele. Nós somos fracos, e vocês são fortes; vocês são respeitados, e nós somos desprezados.

    11 - Até agora temos passado fome e sede. Temos nos vestido com trapos, temos recebido bofetadas e não temos lugar certo para morar.

    12 - Temos nos cansado de trabalhar para nos sustentar. Quando somos amaldiçoados, nós abençoamos. Quando somos perseguidos, aguentamos com paciência.

    13 - Quando somos insultados, respondemos com palavras delicadas. Somos considerados como lixo, e até agora somos tratados como a escória deste mundo.

    14 - Não estou escrevendo essas coisas para envergonhar vocês, mas para ensiná-los como se vocês fossem meus próprios filhos queridos.

    15 - Mesmo que vocês tivessem milhares de mestres na fé cristã, não poderiam ter mais de um pai. Pois, quando levei a vocês o evangelho, eu me tornei o pai de vocês na vida que vivem em união com Cristo Jesus.

    16 - Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores.


    Paulo de Tarso , Apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus



    Graça e Paz Luiz, tentei me cadastrar, mas deu erro ! Como faço ?

    ResponderExcluir
  9. Opa, Hamilton...

    Definitivamente, tenho que trocar de template... fucei demais nesse e vive dando erro.

    Você é mais um dos milhares enganados por esquemas de franquias implantados onde era para ser apenas comunidades de pessoas que amam a Cristo.

    Também dei aulas em EBD, para jovens e adolescentes há alguns anos.E foi uma das experiências mais edificantes da minha vida: usei o espaço para trazer a Palavra onde muitas vezes a coisa não acontecia.

    Desculpe pelo mal-entendido.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Quando se tem neste importante veículo várias idéias e posicionamentos sobre esse e aquele Tema. Me vem a mente que, maravilhoso é o direito constitucional de emitir opinião sem anonimato (art. 5º incisos IV e IX do Titulo II). Daí, lhes convido ─ ao dono do Blog e leitores do mesmo ─, a ler o meu Blog: O DÍZIMO, A BÍBLIA E A ERA DA GRAÇA, endereço ─ www.odizimoabibliaegraca.blogspot.com sobre o assunto.
    Atenciosamente JORGE VIDAL

    ResponderExcluir
  11. Ajude o seu Pr cumprir o ide de JESUS,nao dê o dízimo a ele.

    ResponderExcluir
  12. Apenas mais uma cristã confusa...

    ResponderExcluir