Nem o repórter suportou: o que sobrou do Pinheirinho?


Que coisa triste. Como disse Heródoto, esses repórteres são humanos, e estão sujeitos a sentirem o impacto da miséria humana. Pertinente a pergunta: será que esses juízes não são?

Não há policiamento ostensivo para impedir as mortes nas saidinhas de banco, nas chacinas nos morros, mas há contingente para pegar favelado e arrastar pelos cabelos em frente às câmeras.

Eu sei: esses profissionais seguem ordens... mas também que dormir a noite...

Falam agora em propina depositada na conta dos responsáveis no decreto da desapropriação das 7.000 pessoas, enviadas para dormir em uma quadra de escola.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 10 números mais significativos da bíblia

A batalha na"vida de inseto": o despertar.

Sobre anjos: 10 erros comuns