16 de fevereiro de 2012

Dos 181 países participantes da ONU, o Brasil é o único que paga salários aos seus vereadores



E aí? Você acha que essa turma presente hoje nesses cargos se empenharia tanto nas campanhas, caso a coisa no país fosse mais séria? A proposta da emenda abaixo tiraria muito candidato do páreo. Eu sei, utopia... mas...

Lei de Reforma do Congresso de 2011 (emenda da Constituição do Brasil)

1. O congressista será assalariado somente durante o mandato. E não terá aposentadoria proveniente somente pelo mandato.

2. O Congresso contribui para o INSS. Todo a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de aposentadoria do Congresso passará para o regime do INSS imediatamente. O Congresso participa dos benefícios dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O fundo de aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

3. Congresso deve pagar seu plano de aposentadoria, assim como todos os brasileiros.

4. Congresso deixa de votar seu próprio aumento de salário.

5. Congresso perde seu seguro atual de saúde e participa do mesmo sistema de saúde do povo brasileiro.

6. Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõem ao povo brasileiro.

7. Servir no Congresso é uma honra, não uma carreira. Parlamentares devem servir os seus termos (não mais de 2), depois ir para casa e procurar emprego. Ex-congressista não pode ser um lobista.

Sinta-se a vontade para divulgar. Eu me senti quando recebi o e-mail do professor Kleber Marques.

Siga @cristaoconfuso pelo Twitter