10 de fevereiro de 2012

A grande farsa das sacolinhas de supermercado

Os supermercados diziam gastar R$ 200.000.000 (Duzentos Milhões) de Reais distribuindo “ De Graça” 7.000.000.000 (7 Bilhões ) de Sacolinhas de plastico todo ano aos consumidores e que cada Sacolinha tinha um custo em torno de R$ 0,04 (4 Centavos) de Real.

Eis a primeira grande mentira:

Os 200 milhões já estavam Embutidos nos custos do supermercado e eram pagos pelos clientes. Assim como é a luz, a limpeza e até o sorriso dos caixas.

Tudo já pago pelo consumidor.

Os Grandes supermercados (Extra, Pão de Açúcar, Carrefour), numa "compaixão inédita a favor do meio ambiente" uniram-se para exterminar o uso de sacolinhas de plástico que eram dadas aos clientes,  pensando, claro, apenas no meio ambiente.

Outra grande mentira. Uma simples conta provará:

Ao invés de “dar” as sacolinhas (venda disfarçada dentro dos outros produtos),  os supermercados agora irão vender (diretamente) aos consumidores sacolinhas biodegradáveis (Mais uma mentira que falaremos depois) ao custo de R$ 0,19 (Dezenove centavos).

5 vezes o valor da antiga Sacolinha.

E ai que entra a mágica:

7 Bilhões de Sacolinhas ao custo de 19 centavos cada vão gerar aos supermercados um ganho anual de R$ 1.330.000.000 (UM BILHÃO E TREZENTOS E TRINTA MILHÕES ) DE REAIS POR ANO.
Mesmo que apenas METADE das pessoas, que vão a supermercado comprem sacolinhas, ainda serão R$ 665.000.000 (SEICENTOS E SESSENTA E CINCO MILHÕES) DE REAIS POR ANO.
3 vezes mais do que ELES JÁ GANHAM ATUALMENTE.

Mas...

E as Sacolinhas Biodegradáveis?
Bem... as sacolinhas são biodegradáveis apenas se forem corretamente condicionadas em usinas de compostagem.
Acontece que essas usinas NÃO EXISTEM, NÃO FORAM CONSTRUÍDAS e - TALVEZ, lá por 2014, a primeira comece a funcionar. Talvez...

Outra MENTIRA, sobre o argumento usado pelos supermercados para banir as sacolinhas de plástico foi que durante as chuvas essas sacolas entupiam as boca de lobo e provocavam enchentes.
Por que ?
Porque se usa as sacolinhas para jogar lixo fora (o que é conhecido como reciclagem?), embora agora,  teremos que comprar sacos de lixo para esse fim.

MELHOR AINDA PARA OS SUPERMERCADOS.

Como?

Outra simples conta:

Cada pessoa que recicla as sacolinhas de plástico, usa em media, três por dia, para condicionar o lixo (uma no banheiro, uma na cozinha e mais uma na pia da cozinha para resto de comida).
Pois bem:
Isso da em media 90 sacolinhas por mês, usadas para jogar lixo fora (3x30=90).

Os supermercados vendem um pacote com 100 sacos de lixo em media por R$ 12 (Doze) Reais.
Durante um ano uma pessoa gastará em média 1080 sacos de lixo (12x90) e vai precisar comprar 11 pacotes de saco de lixo (11*100 = 1100) gastando R$ 132,00 (Cento e Trinta e dois reais

Preço razoável, certo? ERRADO!

Lembra dos 7 Bilhões de Sacolinhas que os Supermercados “davam” todo ano?

Se eu divido esses 7 Bilhões por 100 eles serão equivalentes a 70.000.000 (SETENTA MILHÕES ) de Pacotes de sacos de lixo com 100 unidades cada.

70 Milhões de pacotes vezes os R$ 132 por ano que cada pessoa vai precisar pagar para jogar o lixo fora vão gerar um lucro aos Supermercados (que vão vender esses sacos de lixo) R$ 9.240.000.000 (NOVE BILHÕES E DUZENTOS E QUARENTA MILHOES) de Reais. Sacos que entupirão od bueiros de qualquer forma.

Na verdade, o lucro com a venda desse produto, 7 vezes maior, é o grande interesse dessas empresas, o que nada tem haver com interesse ecológico.

E-mail enviado por Helena Dias

6 comentários:

  1. Tem muita mentira neste texto.
    As sacolas plásticas comuns são nocivas ao meio ambiente e demoram muito
    tempo para se desfazer sim.

    Nem toda solução para acelerar a decomposição é boa, verdade, mas esse
    papo de que é necessário uma usina especial para decompor as sacolas é
    mentira, existem diversas soluções, inclusive algumas totalmente
    orgânicas e não é necessário a construção de nenhuma usina.
    A ideia de biodegradável é que a sacola pode ser decomposta de forma
    acelerada naturalmente no meio ambiente.

    Essa ideia de reutilizar (e não reciclar como diz o texto) sacolas
    plásticas comuns para acondicionar lixo não é a melhor coisa do mundo.
    O ideal é acondicionar lixo em sacolas biodegradáveis ou de papel.
    Claro que algum fim tem que ser dado às sacolas de plástico, e é melhor
    esse do que jogá-las sozinhas no lixo, mas melhor ainda é acabar com
    elas.

    É fato que os mercados estão lucrando com isso, se não demoraria muito
    mais tempo para adotarem essas medidas.
    Ainda assim esses números são completamente arbitrários, não há qualquer
    fonte nessas informações, total característica de e-mail
    sensacionalista, que quer mais criar polêmica que informar.

    Mesmo com o lucro, a ideia de acabar com as sacolinhas plásticas
    tradicionais é boa sim.
    O que devemos fazer é usar sacolas duráveis produzidas no Brasil e não
    as produzidas no Vietnam e vendidas pela rede pão de açucar ou
    carrefour.
    Melhor ainda se não precisar comprar e puder usar uma de feira que já
    tenha em casa.

    ResponderExcluir
  2. Sabe o que acontece "Anônimo" do comentario ai de cima! voce deve ser um daqueles idealistas done de mercado que nao sabe mais como ganha dinheiro e dai inventa uma dessas ai para poder arranca mais um poco do povo trabalhador... vc6 acham mesmo que estao fazendo um bem imenso ao mundo, nao eh? entao pq nao dao tbm as sacolas "ecologicas"? jah sei a resposta!!! eh q nao da pra superfaturar os produtos para tirar o custo. e tem mais deve ser que as sacolinhas plasticas sao as unicas coisas que tem de plastico que prejudicam o meio ambiente, como se nao existiçe mais nada. a va se inxerga e faz um favor nao aparece mais por aqui.
    obrigado!!!

    ResponderExcluir
  3. Acho que é um discurso vazio... o problema não é a sacolinha... o lixo vai ter que ir embalado de alguma forma. Se não for com a sacolinha vai se no saco de lixo... uma posição questionável da APAS... penso que se tivessem interesse em defender o meio ambiente, com certeza teriam ações positivas mais eficazes. Enfim... nós é que pagamos o pato, digo o saco...

    http://www.blogdoantiquado.blogspot.com.br/2012/04/supermercados-x-fabricas-de-sacolinhas.html

    ResponderExcluir
  4. Incoerencia:
    Os supermercados continuam embalando as frutas em sacolinhas plasticas!!!
    Drogarias, diversos lojistas, feirantes, etc. embalam em sacolinhas plasticas

    ResponderExcluir
  5. Aos que apoiam o fim das sacolinhas plásticas:
    Vocês já ouviram falar de sacolinhas bio degradáveis? Pegue uma sacolinha das Casas Ba*ia, guarde-a por aproximadamente 6 ou 8 meses.
    Quando for pega-la novamente, verá que ela simplesmente se dissolve em suas mãos; ou seja, não é nem necessário reciclá-las.
    Outra alternativa, seria o uso de sacolas de papel pardo assim como se fazia antigamente ou como se faz em muitos países do primeiro mundo.
    A grande preocupação em cuidar do verde não existe, só existirá realmente, quando todos os refrigerantes só forem vendidos em embalagens retornáveis, quando todos os quase 99% dos outros produtos não mais forem acondicionados em plástico, e sim em refis reutilizáveis.
    É uma pena que o povo brasileiro apenas acate o que se lhe impõe, jamais questionando o que é certo ou errado ou melhor, não enxergando os reais motivos da abolição das sacolinhas descartáveis: Aumentar ainda mais a margem de lucro dos supermercados e praticamente acabar com a função dos pobres empacotadores no caixa.
    Os sacos de lixo continuarão sendo feitos de plástico ????

    ResponderExcluir
  6. Na verdade a grande sacada desse processo é o seguinte: temos aumentar a nossa consciencia e quanto menos lixo produzirmos será melhor nã osó para nós próprios assim como para todo o planeta e discussões de quanto está sendo gasto para isso ou aquilo é totalmente dispensável a partir do momento que não lutarmos só pelo nosso conforto mas mudarmos essa posição tão retrógada o fato de levarmos sacolas de casa, é uma das atitudes que ajudará a diminuir o volume de lixo essa e é uma atitude ecológicamente correta

    ResponderExcluir