Boneco gay vem com pênis e guarda-roupa

Conhece o Gay Bob?
O primeiro boneco gay? ( no estilo Barbie?)
Traduzindo o panfleto - a grosso modo e bem resumido:
Saia do armário com o Bob Gay: A primeira boneca gay do mundo:
 Articulável, de plástico, cabelos orelhas e partes íntimas - vestindo camisa de cowboy, calça jeans e botinas (o armário da foto é meramente ilustrativo).
Como brincar:
  • Leve-me a suas festas: Sou muito divertido;
  • Leve-me para seu trabalho: seu chefe vai amar;
  • Leve-me para casa como se eu fosse seu camarada, sua mãe vai adorar;
  • Converse comigo: sou muito compreensivo;
  • Sou a pessoa mais certa para te ajudar a sair do armário...

De quando é essa propaganda? Anos 70 ( Criado em 1975, o panfleto é de meados de 1978). Fabricação do país mais evangélico do mundo, em um tempo bem mais "inocente" que o presente milênio.

Hoje, uma imensa batalha é promovida entre alguns pastores e grupos GLBTS(xsdfrfsrd... essas siglas só aumentam). Alguns políticos - e candidatos a políticos, travestidos de líderes evangélicos formadores de opinião - ainda defendem a moral e os bons costumes, e isso parece ser bastante louvável, uma cruzada em nome da manutenção da moralidade cristão, para que a bíblia seja mantida como código de conduta.
Faça uma busca no Google desse boneco e veja o que ele tem sem a calça

A questão é:  quantos se converteram ao homossexualismo com a venda desse boneco(a?) na época? Quantas passeatas evangélicas americanas houveram contra essa "aberração"? Quantos pastores foram ao ar associando o brinquedo a algum partido  de esquerda?

Hoje, manobras políticas são feitas utilizando o argumento religioso sobre fim dos tempos relacionados a "ameaça gay" e de como os crentes NÃO devem votar naqueles que - simplesmente - não possuem restrições a pessoas com esse tipo de comportamento sexual.

Compreenda: não tomo aqui posição a favor ou contra, embora eu seja hétero, e tenha amigos homossexuais, sejam ateus, de outras religiões e até cristãos evangélicos.

A questão aqui é, usando o livro de Ecleisastes: "Não há nada de novo debaixo do sol".

Nesses tempos de voto de cajado, o "argumentozinho" que determinado candidato não deve ser votado por apoiar gays, ou o candidato que procura espaço político apenas para defender direitos gays, devem ser igualmente repudiados.

Imagine hoje um Bob Gay - com pênis de plástico - sendo vendido nos principais hipermercados do ramo: quantos oportunistas pegariam carona nesse produto e assumiriam discursos, dizendo ser isso uma obra do inferno, arquitetada por esse ou aquele partido.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os 10 números mais significativos da bíblia

Sobre anjos: 10 erros comuns