8 de outubro de 2012

O que eu não devo fazer? (quando quiser escrever)

Uma das coisas comuns entre os que usam blog é certo gosto pela escrita. Nem sempre escrever é fácil, o idioma para aventureiros  - como eu - é traiçoeiro: pensamos escrever corretamente, sem perceber que "botamos no papel" a forma que conversamos habitualmente, sem se dar conta o quanto FALAMOS errado. Não é raro minha caixa de correio eletrônico ser presenteada com algum leitor-amigo informando que errei de novo justo naquele texto que produzi com tanto carinho.

Com tantos erros, já deveria ter abandonado o hábito da escrita, mas creio que ainda não esteja preparado para esse desapego. Ainda... 

Perambulando pela net, encontrei esse texto que acaba por reforçar minha decisão de continuar impondo minhas bobagens aos que me visitam nesse pobre blog... rsrsrs

Jean Bryant, professora de escrita nos Estados Unidos, levantou sete hábitos que você NÃO deve NUNCA adotar se quiser escrever alguma coisa. A abordagem bem-humorada aponta para as armadilhas mais comuns de quem começa a escrever (em Anybody can write, San Rafael, New World Library, 1985):

1 - Pense no que os outros podem achar. Pense em como você precisa ser ótimo e original para mostrar que é bom, e escrever sem um erro sequer. Pense nas pessoas que vão ler seu material, especialmente em sua mãe. Tome um café e pense mais um pouco.

2 - Faça muita pesquisa antes. Você precisa descobrir absolutamente tudo sobre kiwi ou bordéis parisienses antes de começar seu próximo capítulo. Faça sua pesquisa no próprio local, viajar é bom para o escritor. Não comece a escrever antes de terminar toda a pesquisa.

3 - Peça conselhos a todo mundo. Mostre suas páginas iniciais ou seu esboço a amigos e parentes, inclusive a seu dentista. Ignore o adágio de que o camelo é um cavalo montado a partir do consenso entre os membros de um comitê e siga todos os conselhos recebidos sem exceção. Não confie em si próprio.

4 - Considere seu trabalho uma extensão de sua pessoa. Se o elogiarem, não revise nem reescreva nada, mande para as editoras imediatamente. Se for recusado, pare de escrever. Quando disserem que seu trabalho não está perfeito, entenda que não gostam de você. Reclame e choramingue que estão cometendo uma injustiça contra você.

5 - Espere até estar inspirado. Consulte seu horóscopo para o dia e o que dizem os búzios. Arrume sua escrivaninha e troque as cores da tela de seu computador. Caso a musa não apareça para inspirar-lhe, vá ao cinema. Quem sabe você não irá escrever um roteiro de sucesso algum dia?

6 - Deixe para depois. Mais tarde sempre é melhor. Se você não escrever sobre um assunto, alguém vai acabar fazendo-o. Deixe para amanhã o que você não precisa escrever hoje.

7 - Leve seu trabalho à sério. Nunca se satisfaça com nada que não esteja perfeito. Lembre-se de como é importante este projeto. Você pode passar ridículo e perder seu emprego caso escreva mal. Ao mesmo tempo, não deixe que o peso dessa responsabilidade o impeça de trabalhar. A paralisação de seu impulso vai durar apenas uns dois anos, até o perigo passar.

Vi essa no Escreva seu livro