16 de outubro de 2012

Obadias: de quem fala esse profeta? Casa edificada nas rochas?


Um dos primeiros profetas que li "inteirinho" foi Obadias. É um capítulo só,  21 versículos. Mesmo para quem não tem o hábito de ler esses complexos livros, já é um começo.

Ali, nas "fendas das rochas "(conforme descrito pelo profeta) morava a descendência de Edom (significa: vermelho. Um apelido irônico que Esaú, irmão gêmeo de Jacó, ganhou por ter trocado  - o que na época era o bem mais precioso - por um prato de comida da mesma cor, um "guisado").

A descendência de Edom tinha ressentimentos contra os descendentes de Jacó, os mesmos que saíram do Egito. Originalmente, pertenciam aos descendentes de Esaú todas a bençãos- esse era o tal bem precioso trocado por um prato de comida - mas quem ficou com essas "bençãos" foi Israel (ou Jacó, se preferir).

A Bíblia conta que esses "edomitas", que se gabavam arrogantemente de sua inteligência, celebraram quando os israelitas seguiram cativos para Babilônia.

Ainda durante a peregrinação dos mesmo israelitas por quarenta anos, os tais descendentes de Esaú não permitiram que passassem por suas terras (a mesma, fotografada abaixo).

Como pudemos ver, era essas as casas edificadas nas fendas das rochas, pessoal altamente qualificado para tal tarefa na época, mas conforme a profecia, desapareceu, bem diferente dos judeus, que perduram na Terra até os dias de hoje, conforme outras profecias previram.


Mada'in Saleh (ou Madain Saleh) (em árabe: مدائن صالح, Madain Salih, "Cidades Saleh"), também chamado de Al-Hijr (lugar de pedra), é uma antiga cidade localizada no norte de Hejaz (agora Arábia Saudita, a 22 quilómetros da cidade de Al-Ula `(árabe العلا.) Nos tempos antigos, a cidade foi habitada por nabateus thamudis e sendo nomeado como Hegra.
Algumas das inscrições são encontradas na área datam do segundo milênio aC. No entanto, todos os elementos restantes arquitetônicas são datadas do período e civilizações Lihyan Thamudi.
Em 2008, a UNESCO proclamou Mada'in Saleh Património, tornando-se o primeiro na Arábia Saudita.








Imagens via Ziza

Nenhum comentário:

Postar um comentário