13 de fevereiro de 2013

Uma nuvem de aranhas

A escassês de predadores naturais desse tipo de aranha está causando um fenômeno no mínimo curioso numa cidade de Santo Antônio da Platina, norte do Paraná. Milhares de aranhas tecedeiras estão usando a rede elétrica como uma imensa rede para coletar suas presas;

Luís Carlos da Silva Pontes, professor de biologia da UENP explica que as aranhas encontraram um ambiente propício para se reproduzir, e por não existirem predadores naturais, o bicho não encontra limites para se expandir.

O professor universitário ainda explica que é o período do ano em que esse tipo de aranha se reproduz, e o macho tece longas teias na intenção de impressionar a femêa.




Nenhum comentário:

Postar um comentário