4 de março de 2013

Problemas em conseguir se ver

por Zé Luís


Não são raras as pessoas que buscam nos lugares mais improváveis respostas sobre quem realmente são, do que são capazes e qual a visão que as pessoas tem deles mesmos. Dos psicólogos aos cartomantes, todos procuram de alguma forma saber onde suas vidas os levarão.

Por melhor que um espelho reflita, muitas vezes o simples fato de observar apenas o que se reflete, para muitos, ainda é um grande - e insuficiente -  desafio.

Muitos enxergam algo belo, sensual, atraente, quando ali se reflete o comum, o barrigudo, o feio, e algumas vezes, o repugnante.

Outros veem feiura extrema onde não existe. Não é incomum que uma linda pessoa não seja capaz de descobrir a beleza que vai nela, já que para ele tudo isso está escondida por trás da tristeza daqueles olhos que perderam a esperança.

Não é questão de critério. O que distorce não é o espelho, mas o olho de uma sociedade que tenta encaixar todas as pessoas dentro de um só padrão, bombardeando sua ideia do belo, quando o belo pode estar em todas as formas, e não apenas na ditadura da pre-formatação da beleza.