16 de abril de 2013

Seis hora de uma sexta-feira - mais uma boa apresentação

por Zé Luís

Eu já tinha lido o livro de mesmo nome, a quase duas décadas. Na época, o estilo leve e descontraído de Max Lucado me introduziu em um novo tipo de literatura, muito comum no meio dito evangélico.

Emocionei-me ao ler a humanização simples que o escritor dava aos personagens bíblicos e de como a imensa Graça abundava em cada um dos passos dados pelo Mestre quando um simples gesto inundava todo aquele que o encontrava.

Disso, e de muito mais, trata a peça ”Seis horas de uma sexta-feira”, mais uma da Cia Real de Teatro, grupo cristão de teatro, que se apresentou mais uma vez na distante igrejinha do Ferrazópolis, em São Bernardo do Campo.

É sempre uma honra ter essa turma, que se apresenta gratuitamente em todo o Brasil, e não decepcionaram dessa vez também.

O diretor, que também atuou nessa, Pastor Davi Rocillo, me prometeu que seria emocionante, e assim o foi.

Embora me irrite ir às lágrimas publicamente, bastou uma olhada em volta para ver que eu não era o único “emotivo” do pequeno salão, que naquela noite comportava pouco mais de cento e cinquenta pessoas.

Mais uma vez, não foi apenas uma peça teatral. Existe um propósito nesse grupo que vai bem além de uma boa apresentação teatral.

Os links estão aí. Caso vocês queiram tentar agendar com eles em sua igreja, eles são bem acessíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário