14 de maio de 2013

Garoto rouba carro, bate, é preso, morre e pai pede desculpas a vítima na delegacia.

por Zé Luís

Foi essa a noticia que li logo que acordei, 14 de Maio de 2013, através de um grupo de discussão que sigo.

Um adolescente de 17 anos morreu nesta segunda-feira após passar mal em uma delegacia na zona oeste de São Paulo. Ele era suspeito de roubar um carro e bater o veículo na Marginal Tietê na noite de domingo. Após o acidente, o jovem foi atendido na Santa Casa, liberado e levado para a Central de Flagrantes. No local, prestou depoimento, mas passou mal e morreu a caminho de outro hospital. Segundo o dono do carro, Fábio Machado, o veículo foi roubado ainda no sábado. "Eram dois moleques, novos, mas em nenhuma momento agrediram nem nada, só falando meio nervosos. Foi bem rápido, coisa de dois minutos já levaram o carro”, disse. As informações são do SPTV 2ª Edição.

Em nota, a Santa Casa informou que o adolescente deu entrada no pronto socorro às 23h34 de domingo e passou por “exames de raios-x de tórax e da bacia, ultrassonografia do abdome total, tomografia de crânio e cervical” e por avaliação da equipe de neurocirurgia, permanecendo em observação médica até ser liberado por volta das 6h30 com “exame clínico normal”. Assim que soube da morte do filho, o pai pediu perdão ao dono do carro. Quatro garotas que estavam com o jovem no automóvel, todas com menos de 18 anos, ficaram feridas e foram encaminhas para hospitais da zona norte e da zona oeste. Elas vão ser liberadas quando receberem alta porque o dono do carro afirmou para a polícia que elas não participaram do assalto.

Fonte Terra (se você quiser ver o vídeo da reportagem, verá uma mãe sem entender como o filho foi parar ali (ainda sem saber que ele está morto) e o pai pedindo desculpas ao dono do carro roubado, já sabendo que o filho morreu.

Não me atrevo a julgá-los. Tenho filhos, e se algum dia alguém pensar que conhece totalmente suas crias, pense em si mesmo, e responda com sinceridade: seus pais sabiam realmente quem você é? Seu apetite e gostos sexuais? Suas vontades e paixões? Suas fraquezas e qualidades?

Ali não eram pais relapsos: estavam surpresos ao descobrir o que o filho estava fazendo. Acordaram dentro de um pesadelo, e de um momento para outro, acharam no seu menino um bandido, e então, viram o morrer em vergonhosa situação.

Para cada alma há um Éden, e uma serpente em cada árvore do fruto do conhecimento do Bem e do Mal. E a cada alma de Adão caído, a serpente faz suas propostas a seu tempo - e fora de tempo.

O garoto entrou na onda e resolveu se divertir conforme a serpente propôs em seus ouvidos. Certamente seus pais não o ensinaram assim, mas todos nós, no fundo, ouvimos a maldita serpente dizendo que somos como deus, e o que está em volta, nosso imenso parque de desejos a serem realizados.

Sinceramente, acredito que Cristo seja a solução para esse mundo. mas como fazer esses meninos entenderem sua necessidade se preferem a imbecilidade da queda?

Apocalipse informa que no fim dos tempos, o amor de muitos se esfriaria. Era essa a dica de que o filme está chegando ao fim. Creio que essa profecia se cumpre cada vez mais.

3 comentários:

  1. Tenho filhos tambem meu irmão, e quem sou eu para julgar. Não, meus pais não sabiam quem eu era de fato; mas entre seus acertos e erros uma coisa tenho deles para reproduzir. O acompanhamento através de incertas inopinadas. de repente meu pai aperecia na festa. Outras, na saída do baile. Sem se mostrar, às vezes um ou outro colega o via e me alertava. E isso muitas vezes impedia-me de ser quem eu realmente era ou queria ser, sei lá. Tudo isso pra dizer o seguinte: dificilmente, veja, não disse ser impossivel, alguem de uma hr pra outra cria disposição pra sair assaltando por aí. simples assim.

    ResponderExcluir
  2. Olá Incoformado.

    Concordo com você: dificilmente um passarinho consegue fazer um ninho na cabeça de alguém de uma hora prá outra.

    Mas como pai, é difícil acreditar que aquele bebezinho que me fez chorar quando deu seus primeiros passinhos possa estar envolvidos em um dos lados de uma arma. É comum ver pais surpreendidos quando descobrem seus meninos envolvidos com as piores situações.

    Todos nós somos passíveis de uma situação assim. Ninguém liga quando a cultura do crime se instala nos guetos, quando os funks cantam sexualidade irresponsável ou faz apologia ao crime, nem quando nós subimos os morros para sustentar o tráfico a troco de droga.

    Quem sobe o morro para sustentar o crime, se faz culpado desse cíclo, sustentando essa indústria, colocando mais armas e mais filhos do crime nas ruas?

    Quem está cheirando cocaína, e usando todo tipo de porcaria em nome do prazer? Esse bandidos não usam. Vendem e roubam para comprar para vender(toda vez que olho para esses "bandidos", não consigo enxergar um marginal).Quem usa são os que se tornam vítimas e são tão culpados quanto.

    Concordo que podíamos cuidar melhor de nossas crias. Meu pai também foi exemplo nisso... mas no meu tempo, tinha pelo menos uma mãe em casa, enquanto o pai trabalhava. Hoje, os dois pais trabalham, e as vezes até estudam.

    Diícil.

    ResponderExcluir