Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Marcos 5: A frustrante negativa de Cristo ao apelo de um missionário.

Imagem
por Zé Luís Quando lemos os evangelhos, não é difícil enxergar em Jesus, em um ou outro momento, algo diferente do tal amor incondicional pregado por aí, destoante do mais pregado e popular “paizão”, que cede a qualquer apelo infantil e inconsequente de seus filhos. Sempre tem um bobo tentando esfregar nos crédulos suas listinhas de controvérsias bíblicas (como o exemplo citado acima), e sempre aparece outro tonto – como eu e você – que gasta tempo respondendo, uma a uma, as indagações que parecem se desdizer. O debate é infindável, mesmo porque ainda existem aqueles que usaram seus entendimentos pessoais e reescreveram as Escrituras com opiniões particulares. Mesmo essas pessoas são capazes de debater, por anos, sobre temas como a grafia correta – ou mesmo a pronuncia certa - do nome de Deus no idioma e tempo em que foi concebido e a influencia disso na aceitação divina no dia do Juízo. Mas... Mesmo consciente sobre a real natureza amorosa do Todo-poderoso, nem se

Marcos 5: A única entrevista de Jesus com o Diabo

Imagem
por Zé Luís Ainda é comum em algumas igrejas (principalmente naquelas que televisionam certos cultos questionáveis) que pessoas, em supostas possessões ocorridas durante as tais reuniões, respondam questionamentos efetuados pelo pastor. O tal líder espiritual faz isso de forma pública, expondo a pessoa diante de todos os presentes. Incorporado, fala ao microfone, e dá minúcias sobre a forma que trabalha em cada área da vida daquele em quem se manifestou. As tais entidades, habitualmente, assumem nessas "apresentações", posturas semelhantes às vistas nas giras de Umbanda, embora não haja – biblicamente falando – demônios agindo como caboclos, preto velhos, exus, pomba-giras, ou qualquer outra forma de manifestação encontrada nessa religião afro-brasileira. Não quero entrar no mérito da questão das escolhas de religião, mesmo porque meu único objeto de adoração é Cristo, e isso exclui a imensa maioria dos rituais. Colocando os pingos nos “is”: Biblicamente

Marcos 5: As vozes que falam pelo possesso.

Imagem
por Zé Luís Legião: Foi assim que eles se identificaram quando questionado: Milhares de demônios vivendo dentro de um indivíduo, como se um ser humano fosse uma colmeia capaz de assimilar milhares de entidades pensantes. O episódio ocorreu em Gadaria, e ele, o tal possuído, era um velho conhecido da região: já haviam tentado prender o endemoniado gadareno por muitas vezes, mas sua loucura o abençoava com uma força descomunal, o que o tornava mais perigoso e temido. Residia no cemitério da cidade e passava seu tempo gritando pelos morros da vizinhança, enquanto se cortava . Quando ele aquele homem diferente desembarcar na praia, correu ao seu encontro, e caindo aos pés do homem, adorou-o como um religioso a um ídolo. Talvez, os restos humanos existentes naquele corpo tenha visto na luz daquele homem a inexplicável esperança de libertação, o milagre capaz de restaurar uma alma perturbada por tantas outras mentes milenares que lhe invadiram. Falar em possessão par

Marcos 5: Um ótimo ambiente para demônios.

Imagem
por Zé Luís -Por favor – insistia Legião – Permita que fiquemos nessa região! Nem que seja numa manada de porcos? Aquela ali! A enxurrada de palavras saia do arrebentado homem nu, como se milhares de vozes coabitassem aquele corpo. Diante da autorização do homem-Deus, o ex-possesso sentou-se e recuperou a humanidade, enquanto a manada de porcos enlouqueceu, correndo para o penhasco e se afogando no mar que os engoliu, quando despencaram penhasco abaixo. Logo, os que viam aquilo, espalharam a notícia. Vieram e encontraram um homem, e não mais um produto do inferno. O que estava nele saiu e destruiu bichos que iam ao abate. -O senhor poderia se retirar? Por favor? Esse foi o pedido do povo diante do milagre de Deus. Que Jesus saia de entre nós e a ordem natural das coisas "daqui" seja restabelecida. O milagre representava prejuízo. Aquele povo calculava e sabia que os custos de uma vida salva eram altos demais. Eles não poderiam botar sua economia local

Simples e criativo: ilustrações de Glenn Jones

Imagem
Glenn Jones é desenhista e ilustrador de Auckland, Nova Zelândia. Ele esta nessa profissão por mais de 20 anos, com foco no design para identidades corporativas, embalagens e ilustração. Depois do sucesso de seus projetos em camisas na página threadless.com, o artista decidiu investir na criação de sua própria marca de camisas, a t-shirt Glennz, sem deixar de lado seu trabalho como ilustrador freelancer e designer. Seus projetos abrangem temas pop e cultura nerd, sempre com um toque inteligente, irônico ou sarcástico. Simplicidade e grandes sacadas criativas. Eis o resultado: Veja mais

A pessoa se preparou para um apocalipse zumbi...

Imagem
Quem dera mobiliar meu apezinho desse jeito...rsrs

Últimas palavras de gente famosa

Imagem
Interessante é que toda frase parece carregar uma necessidade de conclusão a posterior. Não é como um fim de uma boa história contada em um livro, onde as peças se encaixam. Existe algo no homem que sempre exige um complemento, mesmo após a morte. Mandaram-me essa imagem e tomei a liberdade de traduzí-la. Se alguém souber a fonte, incluo aqui sem problemas. Siga @cristaoconfuso pelo Twitter

Christina Bianco imita 19 divas da música mundial

Imagem
Que fase... eu mal consigo cantar afinado e essa criatura acima canta Total Eclipse of the Hearth nas vozes de diversas cantoras. E isso sem cortes no melhor estilo stand-up... Siga @cristaoconfuso pelo Twitter

Inapto ou fora de contexto?

Imagem
por Zé Luís Fazia tempo que não ouvia falar do Felipe e seus estudos. Quando sua mãe comentou há tempos, havia preocupação no seu tom de voz: ele notificou-a que trancaria a matrícula, e já não se manteria no curso que escolhera: análise de sistemas, uma das escolhas mais populares entre os que completam o ensino médio nesse momento, já que está relacionado a área de informática e tudo que orbita a esse respeito (e nesses dias, a maioria está ligada a rede social de alguma forma). O problema é que, de repente, ele se deparou com sua total inaptidão com as matérias proposta: notas baixas, a diferença abismal de compreensão com outros colegas que já trabalhavam na área, o que tornava a troca de informações, devido a primariedade de seus conhecimentos, inteligível. O assunto era “chato”, e sendo assim, o interesse cada vez menor. Ele se tornara um mau aluno, um “burro” entre os seus. -Como vai seu filho, Mara? Como vão os estudos? - perguntei, enquanto dirigia do trabalho

Incidente em Betesda

Imagem
por Zé Luís Era só mais um dia diante da teimosa esperança de ver-se livre da sua miséria. Ao seu lado, mais miseráveis e desvalidos, uns mais desgraçados, outros menos, em volta da promessa mágica de uma cura instantânea, a combinação entre uma coisa usual, ordinária, águas em um tanque, sejam tocadas por algo extraordinária, o simples toque de uma criatura qualquer do mundo perfeito, do Reino onde não perambulam seres caídos nas ruas, como o que acontece por aqui. Acreditava-se que o simples toque nas águas dessas criaturas, fosse poço, tanque ou rio, seria suficiente para deixá-las - momentaneamente - com propriedades curativas. Era isso que os desvalidos esperavam. Era isso que aquele paralítico – com quase quatro décadas de doença - observava: o sinal das águas que se movimentariam com o farfalhar das asas de um anjo, para entrar na corrida e alcançar a cura derradeira, só possível ao primeiro que chegasse. Um dia qualquer, tanto faz para nós ocidentais, se

O que há, além de pedras, nessa imagem?

Imagem
Além do meu logo, claro. Siga @cristaoconfuso pelo Twitter