23 de setembro de 2013

O que esperar? É a morte, oras...


Mas fica tranquilo: essa aí, um dia, também não rirá por último... promessa de Lannister...

4 comentários:

  1. Na verdade nao é um comentário sobre esse assunto,e um comentário sobre um assunto que me incomoda um pouco.Eu vejo q muitas igrejas estão sendo construidas,onde todo os membros da igreja se envolvem de maneira que dedicam algumas horas do seu tempo para colaborar com a construção do templo que é chamado de Casa de DEus.Quero dizer que sou contra essa balela, Jesus quando esteve na terra não construiu e nem apoiou a construção de nenhum templo,e digo mais,não ficava dentro de igrejas ou templos pregando para aqueles que já o conheciam,ele pregava principalmente para os que não o conheciam e o rejeitavam, o templo do espírito santo somos nós,e não paredes de tijolos...isso na verdade e mais uma obra da vaidade do homem, porque quando a igreja estiver pronta o pastor vai falar,a minha igreja é isso,a minha igreja é akilo, como se Deus estivesse super satisfeito com aquilo...igrejas lotadas de crentes, um crente pregando pra outro crente, quando lá fora,na esquina da própria igreja estão os verdadeiros necessitados.É muito fácil ser crente dentro da igreja, mas essa atitude da maioria passa bem longe da essência do evangelho. Sei que muitos crentes vão dizer que o rei Davi edificou um templo ao senhor assim como Salomão também fez.mas eles viviam no tempo da lei,e não no tempo da graça.Afinal, devemos seguir o velho ou o novo testamento? A resposta dessa questão é simples...os crentes dependendo da vontade deles dizem no que devemos acreditar..ou seja a bíblia é manipulada ao seu Bel prazer.

    ResponderExcluir
  2. Penso que poderia ser abordado temas mais polêmicos

    ResponderExcluir
  3. Essa morte parece a de Terry Pratchett, sacana hahahah

    ResponderExcluir
  4. Caro anônimo:

    Sempre que estamos insatisfeitos com algo, nasce em nós, gradativamente uma necessidade de mudança.

    Compreendo essa necessidade latente nas pessoas em abrirem mais e mais igrejas: elas sentem que o que aqueles grupos fazem em suas reuniões religiosas é uma adoração e louvor insuficientes. Em nós, templos do Espírito, existe uma necessidade de profundidade no que se refere ao Criador.

    Quando um homem, ou grupo religioso, tenta conter o que um coração legítimo procura, automaticamente, ele procurará um jeito de adorar, nem que seja em outro ambiente.

    Claro: muitos descobrem que a religião é uma fonte de manipulação e isso pode gerar uma renda abundante, não só no cristianismo, mas na religião em geral.

    Por isso, Cristo não é religião: é estilo de vida. Alias: é viver. Para isso, a imensa maioria de rituais se faz desnecessárias.

    ResponderExcluir