6 de janeiro de 2015

Após um século, é permitida a construção de igreja cristã na Turquia


Não pela religião, mas pela necessidade política de tentar unir o país a União Européia. Veremos se as famosas perseguições veladas e o boicote a emprego daqueles com religião diferente continuará.

O governo turco aprovou a construção de uma nova igreja cristã pela primeira vez desde que a Turquia fundou o moderno modelo republicano em 1923.

A igreja cristão siríaca será edificada na pequena comunidade, na capital, no subúrbio de Yekisoy, bem próximo ao mar de Maramara.

O primeiro ministro turco Ahmet Davutoglu confirmou à agência estatal Anadolu, conforme tratado em reunião com representantes religiosos em Instambul.

A construção desta igreja é visto por alguns como uma manobra política, objetivando a tentantiva de inclusão do país na União Europeia.

Antes desse anúncio, a construção de novos templos cristãos era proibida, sendo permitido apenas a reforma das igrejas já existentes no país.

Estimasse que o o país ainda possua 100.000 cristãos vivendo na Turquia, onde 99% da população é mulçumana. O número de cristãos, assim como de outras minorias, era muito maior mas devido a sucessão de ataques, caiu

O governo turco há muito restringe a atividade da Igreja Ortodoxa Oriental em treinar novos sacerdotes. De igual forma, diversos clerigos encontram rotineiras restrições em encontrar pemissão para trabalhar devido a escolha de religião.

atentado contra cristãos na TurquiaO primeiro ministro turco insiste em declarar que a descriminação religiosa no país não era problema às outras religiões.

Em declaração a AFP, o primeiro ministro disse como declaração oficial do partido:" não existe discriminação entre nossos cidadãos... o princípio de cidadania igualitária continua sendo nossa característica de trato entre os nossos".

Em Novembro, o papa Francisco visitou a Turquia e citou em seu discurso o crescimento da "Cristofobia" no Oriente Médio.

Visto e traduzido do IBTimes

Nenhum comentário:

Postar um comentário