20 de janeiro de 2015

Assista: Dra. Edmeia Williams e sua conversão a Cristo após anos como evangélica


No início da minha conversão, deparei-me com um trecho curioso dos evangelhos. Era um diálogo entre Pedro e Jesus:
"Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo. Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E quando você se converter, fortaleça os seus irmãos". Lucas 22:31-32
Pedro já estava há três anos andando com o próprio Jesus, vendo milagres e expulsando demônios. Mas não tinha se convertido. Quem disse isso foi o Cristo. Incontestável.

A parte curiosa desse testemunho da missionária Edmeia Williams é que ela já era conhecida por todos como crente, anos antes de ter se declarado convertida.

Diante disso, pode-se explicar tantos "cristãos" que são anti-cristãos, que não lembram nem um pouco o caráter ensinado por Jesus, mas lembram muito mais Anás e Caifás em sua sede por matança e de calar as vozes de quem os contradizem. Se você duvida, peço a Deus que te guarde quando conhecer os bastidores de tantas igrejas-instituições,  quando admitir o verdadeiro propósito de tantos picaretas que se declaram "a solução espiritual para sua vida", ver de perto gente "amorosa" que intimamente torce para poder ver os condenados ao inferno se retorcendo em seu desespero eterno (e que estes também sejam seus adversários políticos, ou até pessoas de outras denominações).

Citando frase que ouvi de Ed Renê Kivitz:
O que nós precisamos não é cair na estrada para Damasco, mas que a estrada para Damasco caia sobre nós.
As vezes nossa resposta está no pequeno detalhe cotidiano, alheio a todos a sua volta. Asssita e entenda: