16 de fevereiro de 2015

Uma sequência de imagens sobre fé na humanidade

Irã: Tudo aconteceu inesperadamente, mudando o rumo do que aconteceria.


Prêmio Wolrd Press Photo








A mãe da vítima, Abdollah Hosseinzadeh, morto a facadas aos 18 anos, tinha a missão de empurrar o apoio do réu, enforcando o assassino de seu filho, Balal. A pena de morte nesse país é aberta ao público, e o povo não deixou de comparecer ao "evento". Entre eles, a mãe do assassino, que do meio da multidão, implorava por clemencia. Tudo acontecera há sete anos e só agora lhe seria aplicada a pena capital

Imprensa e população se acotovelava para ver o assassino desesperado, que caminhava para a morte para pagar por seu crime.

A mulher, acompanhada do marido, dirigiu-se em direção ao assassino, e para surpresa geral, aplicou-lhe uma bofetada na face: isso significava o perdão pelo assassinato do filho e absolvição da pena.

O pai da vítima afirmou que não acreditava que Balal tinha assassinado seu filho de forma premeditada, também o perdoando.

Logo após, as duas mães: do assassino e da vítima choram abraçadas pela tristeza e pela alegria.

Via Ziza