11 de abril de 2015

Escritor famoso pega dois anos de cadeia por manter caso homossexual

Vide caso da foto no link do fim da postagem. 

Aconteceu na Inglaterra.

O escritor, conhecido pelas roupas extravagantes e a forma revolucionária de escrever seus contos, Casado, com dois filhos, foi flagrado em caso homo afetivo com rapaz 15 anos mais jovem (25 anos), o que é proibido por lei. 

Além de dois anos de trabalhos forçados, foi lhe dada falência sistemática.

Tal escândalo parece ter roubado, na época, o prestígio de Oscar Wilde, autor de "O Retrato de Dorian Gray", que tinha 41 anos quando tal crime veio a público. Sua obra literária, que sempre debochou da aristocracia local, encontrou nessa pena vingança quando sua homossexualidade veio a tona.


Após cumprir pena, Oscar Wilde mudou-se para França, onde passou seus últimos dois anos de vida peregrinando entre cortiços e se destruindo, abusando do absinto (que seria proibido naquele país anos depois) o que levou a morte precoce em 1899, em total miséria, aos 44 anos. A esposa morrera um anos antes, e os filhos, envergonhados por ter um pai criminoso, mudaram o nome. Durante o tempo em que o escritor esteve preso, a esposa foi visitá-lo apenas uma vez, já que havia sido imposto a ela que, para que continuasse recebendo sua pensão, as visitas não acontecessem. Ela quebrou o trato para informa-lo que a mãe havia falecido, e não queria que tal informação fosse dado por carcereiros.

Até hoje, seus escritos são referência, arrebanhando milhares de leitores, apesar de este ser um "criminoso" em sua época. 

Mas por que esse "crime" tão antigo e - aparentemente - absurdo foi colocado aqui?

É necessário entender em que lugar da História estamos hoje, e para isso, olhe para o passado, conheça os erro e quem somos em nosso meio observando quem eram e como agiam. Parafraseando Chesterton, quando se quer procurar novidades, pegue sua pá e vá escavar o passado.

O que dirão nossos netos quando olharem para nosso presente e ver a forma que permitimos conduzir nossas opiniões? Como seremos descritos? Que tipo de "gente" você é?


Eu sei... Certamente alguém bradará pela moralidade, achando que o homossexualismo de Wilde ainda é criminoso, e que a punição serviria de exemplo nos dias de hoje (sem mencionar que, em alguns países de maioria islâmico, se enforca pessoas pela preferência sexual das mesmas), mas é bom frisar que a prisão do escritor ocorreu, enquanto o outro não era preso. Era apenas uma jogada da tal Aristocracia inglesa, ridicularizada, e transformada em motivo de chacota local, buscando uma forma de calar o escritor para sempre.

Nada era o que saia nos jornais da época: motivações morais, crime ou coisa parecida.

Basta agora ver se repetimos os mesmo erros - não só referente ao homossexualismo, ou tantos outros erros crassos - para saber quem somos e como seremos mencionados.

A propósito: o autor dessas linhas não é homossexual.

Só para constar: a foto acima é de um sargento do exército preso por confessar ser homossexual

Um comentário:

  1. Prefiro a ideia do asteróide. Não, o Godzilla. Sim, sem dúvida...o Godzilla - talvez um por continente - seria bem melhor!

    ResponderExcluir