11 de outubro de 2009

Sexo e Chocolate



* Fonte "Um ano com C.S.Lewis" - Ed. Ultimato by Genizah

A letra e o espírito das Escrituras, e de todo o cristianismo, nos proíbem de supor que a vida na nova criação será sexuada; e isso reduz nossa imaginação a duas alternativas embaraçosas: corpos dificilmente reconhecíveis como humanos, ou um jejum perpétuo.

Com relação ao jejum, penso que nossas atuais perspectivas sejam como as de uma criança que, se lhe contam que o ato sexual representa o mais elevado prazer físico, pergunta prontamente se é possível comer chocolate ao mesmo tempo.

Ao receber uma resposta negativa, quem sabe ela passe a associar a sexualidade basicamente à ausência de chocolate. Seria inútil tentar lhe explicar que, em seu êxtase sexual, os amantes não estão interessados em chocolate, pois têm algo melhor em que pensar.

O menino conhece bem o chocolate, mas nada de positivo que possa excluí-lo. A nossa situação é a mesma. Conhecemos a vida sexual; não conhecemos, exceto por vislumbres, aquilo que, no céu, não deixará espaço para ela. Assim, onde a plenitude nos aguarda, antecipamos o jejum.

Negar que a vida sexual, como a entendemos agora, possa fazer parte da bem-aventurança final, não é necessariamente supor que a distinção entre os sexos irá desaparecer. Supõe-se que tudo que não for mais necessário para propósitos biológicos talvez sobreviva por seu esplendor.

A sexualidade é o instrumento tanto da virgindade como da virtude conjugal; nem homens, nem mulheres terão de lançar fora as armas que vinham empregando com sucesso.

Só os derrotados e fugitivos têm de lançar fora as suas espadas. Os vitoriosos desembainham as suas e as mantêm erguidas.
“Além-do-sexual” seria um termo melhor do que “assexuada” para a vida no céu.

C.S.Lewis

Um comentário:

  1. Já li este texto em outro lugar e penso que é interessante para as pessoas que estejam iniciando sua caminhada com Cristo entenderem - ou, ao menos que lhes seja explicado - o que parece oculto as tantas outras que possuem anos de caminhada. Muitas questões em torno do Céu, eternidade e tantas outras mais "terrenas" que não são respondidas (ou são errôneamente) inevitávelmente encaminham para o equívoco. Porém, existem coisas que (acredito eu) apenas a Deus (por enquanto), cabe saber e destas só nos resta imaginar para não nos equivocarmos também.

    ResponderExcluir