15 de abril de 2011

Ladrão de alegria

por Zé Luís


...E então o rei Davi chega em casa, feliz por sua conquista.

Para ele, as coisas relacionadas a seu Deus são as mais importantes em sua existência, e caber a ele trazer a Arca da Aliança de volta, o símbolo da presença Dele no meio de seu povo, era motivo de não conter sua alegria: enquanto o objeto sagrado era trazido pelas ruas de Israel, dançava, saltitava, feliz, diante da multidão que acompanhava o cortejo. Alimentava o povo com a carne dos sacrificios oferecidos ao Altíssimo, e tocava sua harpa, entoando seus salmos tão conhecidos.

Com sorriso ainda nos lábios, retorna ao seu lar, com o júbilo dos que são irremediavelmente abençoadas.

Às portas, Mical, filha de Saul, e uma - a primeira – de suas esposas, o aguarda, e tem em suas mãos uma das armas mais desumanas: ela vai roubar sua alegria.

Não que ela não tenha motivo para isso: ela, filha do Rei Saul, foi dada a Davi pelo preço de 100 prepúcios - aquela pele sobressalente do pênis- de filisteus.(claro, Saul o detestava, e quando fez a proposta, não esperava que o jovem filho de Jessé voltasse vivo da missão).

Ele casou, mas teve que fugir deixando-a pra trás, já que Saul queria matá-lo, e o perseguiu por 10 anos.

Quando retornou, como rei, foi buscar a esposa que deixara. Esta já estava com outro marido, e este outro, foi deixado chorando, enquanto ela era arrastada para o quarto de Davi por seus guardas.

Davi é uma daquelas pessoas que tem tudo para morrer, e por isso, sua história é cercada de pessoas que sempre tomam atitudes contando com isso. Quem imaginaria que um homem tão perseguido morreria de velhice?

Quão honrado foi o rei de Israel, descobrindo-se hoje aos olhos das servas de seus servos, como sem vergonha se descobre um indivíduo qualquer. - disse ela às portas de sua casa

Ali o sorriso do dia de vitória se diluia na amargura da alma de sua primeira esposa. Ali, dor tão forte se fazia, que essa simples frase foi digna de ser registrada após evento tão importante, pelos tempos dos tempos, para que diversas nações e línguas pudessem conhecer.

Quantos ladrões de alegria, cheios de amargura, esperam o momento certo para nos derrubar à poeira? Quantos cônjuges, namoros, noivados, irmãos, amigos, pais e filhos, nos lembrarão a “verdade” de nossos atos em nosso momento de júbilo, nos mostrando o quanto somos ridículos em nos mostrar felizes?

Mical vive entre nós, está próxima, e permitimos que esteja muito mais pelo que representou, e não tanto pelo que tornou, muitas vezes o oposto.

Houve uma resposta, uma consequência e o que Davi disse em sua triteza, mal sabiam, era uma profecia que soava mais como maldição:

Disse, porém, Davi a Mical: Perante o Senhor, que me escolheu a mim de preferência a teu pai e a toda a sua casa, estabelecendo-me por chefe sobre o povo do Senhor, sobre Israel, sim, foi perante o Senhor que dancei; e perante ele ainda hei de dançar. Também ainda mais do que isso me envilecerei, e me humilharei aos meus olhos; mas das servas, de quem falaste, delas serei honrado. E Mical, filha de Saul, não teve filhos, até o dia de sua morte. (II Samuel 6:12-16,20-23)

Mical morre só, e a amargura que por tanto tempo cultivou foi sua companheira até o final de seus dias, sem filhos e sem amor.
Davi viu uma de suas servas, Bate seba, ser mãe de Salomão, herdeiro do trono, Uma cortesã foi sua rainha problemática, em quem sua profecia se cumpriu.

Cuidado Mical com as respostas que tiver às suas provocações: pode ser que um dia, encontre uma voz profética que sele teu destino.

Cuidado Davi quando for responder a altura.

7 comentários:

  1. A espera acabou? O Cristão Confuso, enfim, está de volta? Precisamos saber... mas estou feliz em ler esta postagem. Bem vindo amigão, tu faz falta bichinho. Bom, muita coisa mudou, mais tarde passo para reler o texto. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ei Zé Luiz, que bom que vc deu sinal de vida!! Amei o texto amigo. Não suma, vc é especial prá mim e muuuuuuuuuuuuuita gente. Abração.

    ResponderExcluir
  3. bem vindo de volta, amigo.

    senti sua falta.

    abs, apz.

    wally.

    ResponderExcluir
  4. Belíssimo texto. Sempre lembrando que Davi teve uma das maiores alegrias "roubadas",como consequencia de seus erros; apesar de ser quem era, (Rei) Deus n poupou o q ele mais amava: seu proprio filho, (com a "serva"). Moral da história: Perdão concedido, consequencias inevitáveis.
    Ah! e da casa de Davi nunca "apartou-se a espada", como foi dito qnd Absalão (q tbm foi assassinado) matou Amnon, que abusou da irmã Tamar.

    ResponderExcluir
  5. Finalmenteeeeeeeeeeee...
    A espera valeu, pelo excelente texto, meu irmão!
    Que Deus te abençôe, a esteja sempre confirmando a vontade dEle em seu coração.
    Graça e PAZ!
    VÊ se não some de novo, ok?

    ResponderExcluir
  6. Sou suspeita falar....mas fazer o que né? Gosto dos seus textos Zé Luixxx... rsrsr...ADOREI...

    ResponderExcluir
  7. titulo do texto,Ladrao de alegria,entao esta enfatizando issu nao a consequecia...as pessoas costuma tira o foco e normal..mas ao texto mical foi um instrumento do inimigo de nossas almas pra roba a alegria de Davi e quantos hoje dentro da casa de Deus estao sendo empregados do diabo..sendo carteiros de mensagens q sai da sua propria boca para rouba a alegria de muitos..parabens pela boa enquete..Deus seja coom vc..

    ResponderExcluir