22 de agosto de 2011

Uma peça de 5mm pode derrubar um arranha-céu?


Questão de cálculo, puro e simples:



O professor Stephen W. Morris, da Universidade de Toronto, explica que quando a peça - em formato de dominó -  é colocada em pé, a energia potencial gravitacional fica ´estocada´ e pronta para ser ´liberada´. Cada queda libera mais energia no passo seguinte, chegando a um incremento de 2 bilhões de vezes no sistema demonstrado.
Claro que toda esta energia foi inicialmente colocada no sistema pela pessoa que montou o "dominó".

A peça inicial possui 5mm (do tamanho de uma ponta de caneta), derrubando sempre a próxima com o dobro de seu tamanho. No final do experimento com 13 peças, a sequência consegue derrubar uma peça de 1 metro. O professor explica que se a sequência pudesse chegar a 29 peças, a última derrubaria algo equivalente ao edifício Empire Stares.

O mundo é matematicamente explicável, o que, para mim particularmente, o torna mágico. Em um mundo caótico, os resultados não poderiam ser os mesmos, seriam valores aleatórios sempre, incalculáveis e inteligíveis, pois seriam produzidos por ninguém, e portanto, sem a obrigação de seguir qualquer código ou regra em si. Alguns podem achar tal observação idiota, mas não é um absurdo que algo tão pequeno seja capaz de chegar a tão grande realização?

As coisas tem lógica, uma lógica absurdamente mágica. Como assinava C.S.Lewis:"A magia nunca acaba".

O vídeo acima foi visto no blog Massa Crítica

Nenhum comentário:

Postar um comentário