26 de novembro de 2014

Milhares de animais sacrificados a deus hindu - filhotes em sua maioria


Imagem mais leve - ou menos triste - encontrada no Google sobre esse assunto. Terrível.

O pior é saber que toda essa "carne" é empilhada e adorada como um ídolo, ficando para apodrecer após o festival.


Esta semana, mais de um milhão de pessoas migram para um remoto templo ao sul do interior do Nepal, onde milhares de animais srão sacrificados a partir dessa sexta. O ritual faz parte de um ritual de oferendas para a divindade hindu Gadhimai, cerimônia celebrada a cada cinco anos.

Em 2009, ano da ultima celebração ao deus hindu, homens munidos de espadas e facões mataram cerca de 250.000 animais, entre búfalos, ovelhas, cabras e frangos, durante os dois dias do “festival”.

Ativistas defensores dos animais tentam impedir o movimento, que já atrai milhares de devotos para o Nepal, vindos de outras regiões da India. Gadhimai é o deus hindu do poder, e acredita-se que o sacrifício de animais em sua honra traz prosperidade. Muito desses animais – muitos deles ainda filhotes – são trazidos ilegalmente por contrabando para o país.


No último mês, a Suprema Corte da Índia ordenou que seja proibido a importação de gado (búfalos especificamente) vivo sem licença para o país, e o ministro da defesa mandou intensificar a fiscalização nas fronteiras para coibir o “movimento de gado para abate até que o festival do Gadhimai Mela termine”.

Mesmo assim, ativistas afirmam que mais de 2.000 animais destinados ao sacrifício já foram interceptados por todo o país, e mais de 100 pessoas já foram presas.

“Isso é uma insanidade. Isso é realmente uma insanidade” disse N.G. Jayasimha,, diretor da Sociedade Internacional Humanista da India, que acompanha tudo diretamente do local do templo essa semana: “Não há estradas, nem infraestrutura, ou ao menos um simples transporte que os traga, nem banheiros ou água potável. Mas há gente por todos os lados. Um imenso numero de pessoas chegando, e todos carregando seus animais para serem mortos”.

Jayasimha disse que os ativistas estimam que há queda de participação em relação ao último festival, há cinco anos, quando estimou-se a presença de cinco milhões. Ele crê que a intensa campanha publicitaria no Nepal e Ìndia contra o evento pode ter beneficiado a queda dos números, mas que ainda é um grande risco a saúde pública.

Aspecto após os sacrifícios
Mais de 2.000 filhotes de bufalo já estão colocados nos currais, prontos para os rituais de sacrifício que terão inicio as 3 horas da manhã da sexta-feira. Na cerimônia, o sacerdote chefe do templo oferecerá preces e se cortará, oferecendo seu próprio sangue, antes de começarem a matança dos animais continua que durará até o sábado. Após isso, carregadores de carne juntarão toda a carne dos sacríficios em um só ponto, e prestarão culto a ela, disse Jayasimha.

Sim: há grupos trabalhando nisso:

Change.org petition.

Tradução: Zé Luís Jr.
Visto no Washington Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário