15 de novembro de 2014

Ela de novo! Evangélica invade, interrompe palestra de mulçumano e é retirada a força



Aconteceu nos Estados Unidos, na Catedral Nacional de Washington, quando o pastor passou a oportunidade para um muçulmano falar aos da fé islâmica, presentes no local.

A mulher que interrompeu a reunião gritava "Jesus Cristo é meu Senhor" repetidas vezes, e teve que ser contida por seguranças, sendo expulsa do local.




Em amarelo, o numero em Hebráico.
A mulher já é velha conhecida.

Em um recente vídeo viral, ela explica para uma curiosa cono o energético Monster é um enviado de satanás.

Ela revela na lata do produto que as marcas de arranhões desenhadas são, na verdade, os números 666 - a marca da besta - em hebraico, além de lembrar, entre outras coisas, que existe uma cruz na letra "o" da palavra "mOnster".

Ela alega que a proposital relação da cruz, símbolo universal de Jesus na palavra "monstro" é para denegrir o nome do Messias, e que esta ficaria de cabeça para baixo quando ingerida pelo desavisado consumidor, formando assim o sinal do anticristo.

Além dessas, também mostra as inscrições "unleash the beast", "Liberando a fera", slogan bem diferente do concorrente Redbull, que "te dá asas".

"Meu povo perece por falta de conhecimento, diz o Senhor" completa ela, com o versículo.

Abaixo, o vídeo que virou piada no Youtube. Nele você pode-se assistir a aula.  Por enquanto, sem legendas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário