28 de fevereiro de 2010

O que é ser Cristão - Ed Renê Kivitz


Pequeno trecho do sermão. Vale os quase cinco minutos disponibilizados.
Ouve, e me diz se essa não é a simplicidade do evangelho que edifica?

8 comentários:

  1. Excelente mensagem. Estou com nojo de mensagens do tipo: receeeeebaaaaa, vitooooria, anjos com bolas de fogo, etc. Uma doidera.

    Meu ultimo artigo toca em um ponto bem milindroso nas AD. visite
    http://gilson-contraheresias.blogspot.com/2010/02/espiritualizar-o-jejum-ou-coloca-lo-em.html

    ResponderExcluir
  2. Boa explanação, bastante coerente, só precisar ser mais divulgada para tantos cristãos de espiritualidades doentias em nosso meio.

    ResponderExcluir
  3. Graça e Paz querido irmão.

    Recentemente estou vendo algumas coisas do Ed Rene por aqui e é muito satisfatório saber que mais um irmão (acredito) partilha das mesmas inquietações quanto a cristandade contemporânea, que construiu uma estrutura religiosa sem interpretar a bíblia como ela é. Um livro da revelação divina ao homem em seu espaço, tempo e cultura.

    Continuo acompanhando seu blog, pois sei que estamos na mesma empreitada.
    abraços

    Everton

    ResponderExcluir
  4. Conheci as mensagens do Ed através do Zé Luís há uns 4 ou 5 anos atrás, e posso afirmar que ele foi um dos homens que me ensinaram corretamente a entender o evangelho. Louvo a Deus por sua vida, e admito que precisamos de mais gente assim. Ele ministra quase exclusivamente à sua igreja, e temos que caçar textos e gravações suas pela net, ao contrário dos televangelistas e afins que tem horários caríssimos no rádio e tv para divulgar suas pataquadas.

    ResponderExcluir
  5. Olá, pessoal.
    Legal terem postado.

    O Pr. Kivitz foi um divisor de águas na minha vida. Através das mensagens deste homem, tive boa parte de minha vida restaurada (foi bem no período que estive em SC, e o apresentei para o Claudio Marcio).

    Quando você precisa desesperadamente de ajuda, a apofática pentecostal não ajuda muito. Precisava de mais que a catarse usual que se experimenta nestes templos.

    Já tinha a apofática, precisava da letra para que todo este "poder" fizesse sentido. Este pastor batista me trouxe isso, de graça, sem custos nem ofertas especiais.

    Curiosamente, é o tipo de pastor que se pedisse oferta, eu daria de bom grado. Controverso?

    ResponderExcluir
  6. Ô, Zé. Que coisa feia. Fazendo propaganda de um pastor adepto da teologia relacional, que nega a onisciência de Deus e...

    Tá bom, já sei, já sei... apologistas são chatos, o blog é seu e vc posta o que quiser, algumas pregações do Kvitz foram bênção pra você, e coisa e tal! Afffff. Ficarei aguardando uma réplica sua. Hehe, já estava com saudades!

    Gosto de vc, Zé. Apenas não compartilho algumas idéias contigo. Mas, mesmo assim, mesmo sem te conhecer, gosto de vc. Como apologista, as vezes tenho dificuldades em trabalhar com margem de erro. Pessoas como vc podem me ensinar isso. Enfim, sei que sou chato e que as vezes pego no seu pé. Mas quero que acredite em mim. Eu te admiro, e gosto de vc como blogueiro e irmão em Cristo.

    Só toma cuidado com uma certa bandinha gospel que tem aí chamada "Voz da Ver..." Ops, margem de erro.

    Abraço, te amo e te admiro em Cristo.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Zé e Rodrigo,

    pra mim o Ed Rene ainda é um mistério, não consigo entendê-lo. Gosto das pregações dele. Não estou muito certa de suas intenções, mas como disse Paulo, o importante é q o evangelho esteja sendo pregado.
    Quanto a teologia relacional, eu já fui advertida de q ele é simpatizante. Não sei se é uma completa heresia ou um ponto de vista diferente do meu. Tenho muito a pensar ainda...

    Na paz,

    ResponderExcluir