16 de julho de 2010

10 verdades que pregamos sobre 10 mentiras que praticamos


Certo pastor estava buscando levar a igreja à prática da comunhão e da devoção experimentadas pela igreja primitiva (conforme descrita em Atos dos Apóstolos). Logo recebeu um comunicado de seus superiores: “Estamos preocupados com a forma como você vem conduzindo seu trabalho ministerial. Você foi designado para tomar conta dessa igreja e a fez retroceder, pelo menos, uns 40 anos! O quê está acontecendo?”. O pastor respondeu: “40 anos? Pois então lamento muitíssimo! Minha intenção era fazê-la retroceder uns 2.000!”.

Atualmente temos acompanhado um retrocesso da vivência e prática cristãs. Mas, infelizmente, não é um retrocesso como o da introdução acima. Algumas das verdades cristãs têm sido negadas na prática. Como diz Caio Fábio, muitos de nós somos “crentes teóricos, entretanto, ateus práticos”. Segue-se uma pequena lista dos top 10 das verdades que pregamos (na teoria) acerca das mentiras que vivemos (na prática):

I - “SÓ JESUS SALVA” é o que dizemos crer. Mas o que ouvimos dizer é que só é salvo, salvo mesmo, quem é freqüente à igreja, quem dá o dízimo direitinho, quem toma a santa ceia, quem ganha almas para Jesus, quem fala língua estranha, quem tem unção, quem tem poder, quem é batizado, quem se livrou de todo vício, quem está com a vida no altar (seja lá o que isso signifique), quem fez o Encontro, etc e etc. Resumindo: em nosso conceito de salvação, só é salvo aquele que não me escandaliza.

II - “DIANTE DE DEUS, TODOS OS PECADOS SÃO IGUAIS” é o que dizemos crer. Mas, diante da igreja, o único pecado é fazer sexo fora do casamento. Quando um irmão é pego em adultério, é comum ouvirmos o comentário: “O irmão fulano caiu...”. Ou seja, adultério é visto como uma “queda”. Mas a fofoca que leva a notícia do adultério de ouvido a ouvido é permitida (embora, na Bíblia haja mais referências ao mexeriqueiro do que ao adúltero). Estar com o nome ‘sujo’ no SPC é permitido, embora a Bíblia condene o endividamento. Ser glutão é permitido, a ‘panelinha’ é permitida, sonegar imposto de renda é permitido (embora seja mentira e roubo), comprar produto pirata é permitido (embora seja crime) construir igreja em terreno público é permitido (embora seja invasão).

III - “AUTOFLAGELAÇÃO É SACRIFÍCIO DE TOLO”, é o que dizemos crer. Condenamos o sujeito que faz procissão de joelhos, que sobe escadarias para pagar promessas. Ainda assim praticamos um masoquismo espiritual que se expõe em frases do tipo: “Chora que Deus responde”; “a hora em que seu estômago está doendo mais é a hora em que Deus está recebendo seu jejum”; “quando for orar de madrugada, tem que sair da cama quentinha e ir para o chão gelado”; “tem que pagar o preço”.

IV - “ESPÍRITO DE ADIVINHAÇÃO É DIABÓLICO” é o que dizemos crer, mas vivemos praticando isso nas igrejas, dentro dos templos e durante os cultos!
- Olha só a cara do pastor. Deve ter brigado com a esposa.
- A irmã Fulana não tomou a ceia. Deve estar em pecado.
- Olha o irmão no boteco. Deve estar bebendo...
- Olha só o jeito que a irmã ora. É só para se amostrar...
- Olha a irmã lá pegando carona no carro do irmão. Hum, aí tem...

V - “DEUS USA QUEM ELE QUER” é o que dizemos. Mas também dizemos: Deus não pode usar quem está em pecado; Deus não usa ‘vaso sujo’; “Como é que Deus vai usar uma pessoa cheia de maquiagem, parecendo uma prostituta?”.

VI - “DEUS ABOMINA A IDOLATRIA” dizemos. Mas esquecemos que idolatria é tudo o que se torna o objeto principal de nossa preocupação, lealdade, serviço ou prazer. Como renda, bens, futebol, sexo ou qualquer outra coisa. A questão é: quem ou o quê regula o meu comportamento? Deus ou um substituto? Há até muitas esposas, por exemplo, que oram pela conversão do marido ao ponto disso tornoar-se numa obsessão idolátrica: “Tenho que servir bem a Deus, para ele converter meu marido”; “Não posso deixar de ir a igreja senão Deus não salva meu marido”; “Preciso orar pelo meu marido, jejuar pelo meu marido, fazer campanhas pelo meu marido, deixar de pecar pelo meu marido”. Ou seja, a conversão do marido tornou-se o objetivo final e Deus apenas o meio para alcançar esse objetivo. E isso também é idolatria.

VII - A BÍBLIA É A ÚNICA REGRA DE FÉ E PRÁTICA CRISTÃS
...Eu sei que a Bíblia diz, mas o Estatuto da Igreja rege...
... Eu sei que a Bíblia diz, mas nossa denominação não entende assim
... Eu sei que a Bíblia diz, mas a profeta revelou que é assim que tem que ser
... Eu sei que a Bíblia diz, mas o homem de Deus teve um sonho...
...Eu sei que a Bíblia diz, mas isso é coisa do passado...

VIII - DEUS ME DEU ESTA BENÇÃO!
...mas eu paguei o preço.
...mas eu fiz por onde merece-la.
...mas não posso dividir com você porque posso estar interferindo na vontade de Deus. Vai que Ele não quer que você tenha... Se você quiser, pague o preço como eu paguei.

IX - NÃO SE DEVE JULGAR PELAS APARENCIAS. AS APARENCIAS ENGANAM – mas frequentemente nos deixamos levar por elas para emitirmos nossos juízos acerca dos outros. Julgamos pela roupa, pelo corte de cabelo, pelo tamanho da saia, pelo tipo de maquiagem (ou a falta dela), pelo jeito de andar, de falar, pelo aperto de mão, pela procedência. Frequentemente, repito: frequentemente falamos ou ouvimos alguém falar: “Nossa! Como você é diferente do que eu imaginava. Minha primeira impressão era de que você era outro tipo de pessoa”.

X - A SANTIFICAÇÃO É UM PROCESSO DE DENTRO PARA FORA (é o que dizemos) – na prática não basta ser santo, tem que parecer santo. Se a tal ‘santificação’ não se manifestar logo em um comportamento pré-estabelecido, num jeito de falar, andar, vestir e de se comportar é porque o sujeito não se ‘converteu de verdade’

FONTE: Gosto de Ler através de Barbara Matias

35 comentários:

  1. Zéée... Vou postar no meu "broguinhoooo"...

    ResponderExcluir
  2. O Pastor

    #RIMUITO de seu comentário kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. PoiZÉ...

    Esse monte de mentira de crente é a mais pura verdade!

    Mas pra não perder o hábito rss vou complementar o item III

    "Meu joelho tá com esse calo esquisito mas é de tanto que eu oro DE JOELHOS; pena que eu não posso mostrar pra todo mundo porque eu tenho que usar saia e das compridas"

    abs...

    R.

    ResponderExcluir
  4. "Pois então lamento muitíssimo! Minha intenção era fazê-la retroceder uns 2.000!”."

    hahaha
    que ótimo!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom!!
    Quantas coisas falamos e nao praticamos, nao?

    ResponderExcluir
  6. Muito bom, vou colocar no meu Face !

    ResponderExcluir
  7. Baseada neste trecho abaixo, pergunto, com curiosidade sincera, curiosidade MESMO!

    Bíblia diz, mas o Estatuto da Igreja rege...
    ... Eu sei que a Bíblia diz, mas nossa denominação não entende assim
    ... Eu sei que a Bíblia diz, mas a profeta revelou que é assim que tem que ser
    ... Eu sei que a Bíblia diz, mas o homem de Deus teve um sonho...
    ...Eu sei que a Bíblia diz, mas isso é coisa do passado...

    Hum... Você guarda o sábado que está escrito em toda Bíblia?
    =D
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  8. Ana, se você procurar a raiz da palavra Sábado, significa descanso, interrupção, relembrando a cessação do trabalho de Deus após 6 dias. Isso significa um dia sem trabalhar e utilizado para descanso.
    Se você analisar as atividades proibidas no Shabat, a maioria delas é de exercício braçal. Coincide justamente com o que fazemos no Domingo. Essa foi uma ordem específica para o povo judeu.
    Fora também que isso faz parte da Lei, sendo assim teríamos que guardar toda a Lei e isso é humanamente impossível.

    ResponderExcluir
  9. Certo e contundente!Profundo e real! Se tivesse como colocaria no Jornal Nacional,na Veja,na Time.Como não tenho tanto poder e dinheiro assim, vou seguir orando pedindo que Deus abra o entendimento de cada um(como abriu o seu,o meu e de alguns) e coloco lá no meu "bloguinho'(Blog Cristão Peregrina) - o qual tenho tremenda alegria de ver sua fotinho lá...hehehhe \Valeu,paz!/

    ResponderExcluir
  10. Ás vezes estamos como os religiosos da época de Jesus...estamos preocupados com aparência e esquecemos que Deus Vê o coração...
    Uma das coisas que mais vejo no ambiente evangélico é a idolatria pelo futebol, com citado, nunca vejo o irmão da um "Glória a Deus", mas quando o seu time ganha, grita até. Nunca abraça um irmão da igreja, mas se seu time ganha abraça o primeiro q ver pela frente..vibra pelas coisas do mundo, mas não vibra pela coisas de Deus. Precisamos de rever os nossos conceitos, que além de pregar possamos viver a Palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  11. Nossa! estou estupefata. Nunca pensei que fosse encontrar um cristão com coragem de denunciar os absurdos cometidos em nome do cristianismo. Durante milhares de anos, autoridades ditas cristãs tem enfiado goela a baixo um cristianismo pautado por interesses. Onde não era permitido a qualquer pessoa questionar. Ainda hoje é assim , discordar do pastor é "pecado" e quem fizer vai arder no mármore do inferno.rsrsrs
    É bom saber que existem outras pessoas que como eu não concordam com qualquer coisa sem sentido que queiram nos impor.
    Parabéns pelo blog. Não consigo mais parar de ler .
    vou coloca-ló nos meus favoritos.

    ResponderExcluir
  12. Muito bom! E engraçado, pois é a pura realidade. Se catucar, aparece mais, hein! rsrs

    Postei no meu blog!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Esqueceu de falar para o povo orar de madrugada pq a fila é menor! Não sei se rio ou se choro. =) =(

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pelo blog, os comentários também são excelentes, porém o mesmo questionamento de Ana Bacellar me ocorreu, não sei se ela e eu compartilhamos a mesma denominação, até porque eu sou batizada, creio nesta doutrina mas tenho seguido, nasci numa família que já tinha essa crença, e hoje não seguindo, me pesa a consciência e coração também, sou um tanto confusa tanto com a observância do sábado, quanto com a alimentação, entre outras coisas...

    ResponderExcluir
  15. Olá, Leila

    Eu não sou o autor do artigo.

    Mas um bom passo para entender melhor a Graça é ler 1 Cor 8.

    Escrevi um artigo recentemente sobre essa coisa do que pode e o que não pode, o alimento que se deve, o dia que tem que ser respeitado, a coisa que não podemos tocar...

    Crente fraco, Crente forte

    Espero que possa dar uma pequena luz a essa questão.

    Abs

    ResponderExcluir
  16. Até então eu só tinha conhecido gente disposta a criticar a igreja católica e seus fieis pos suas mazelas e seus dogmatismo(erro) historico sem pe nem cabeça. Parece-me sempre que o crente erra mas a igreja crente nunca, pois fazem interpretação fiel da bíblia.
    Eu tenho criticado os evangélicos por varios motivos e muitos desse motivos aparecerem aqui nos seus textos mas critico principalmente porque ser evangelico é muito facil o difícil é ser cristão. Ser cristão implica em fazer algo pelo proximo enquanto o arrebatamento não vem. Em um mundo capitalista é mais facil pagar 10% na igreja e ir pra casa viver a mediocridade. Viva o Deus vertical que não se transfigura no irmão ao lado.
    Alessandro

    ResponderExcluir
  17. Concordo com tudo o foi escrito.Muitas vezes sou julgada por pensar e agir de forma contrária as convenções cristãs.

    ResponderExcluir
  18. Olha, estou muito curioso com o fato de que todos aqueles que comentaram parecem ser crentes em Deus - portanto, presume-se busquem com toda a sua vontade o crescimento do conhecimento na Bíblia - e que, sem exceção, anuíram a todos os argumentos expostos por "Zé Luís". Fato intrigante e preocupante.


    Quanto ao exposto por Leila C Santos, é fácil. Consulte o seu Pastor, consulte a Palavra - de preferência comentada, como a Dake; consulte outros irmãos. Quando a dúvida é sobre a Palavra, não se pode deixar para amanhã.

    ResponderExcluir
  19. Faze o que quiseres, e será o todo da lei. Essa é a regra pela qual vive boa parte dos evangélicos de hoje.
    Thelema

    ResponderExcluir
  20. Olá Thelema

    Terrível constatar a realidade de suas palavras: que muitos dos que se intitulam cristãos vivem a máxima de Alestes Crowler...

    ResponderExcluir
  21. Excelente post, vou repostar no meu blog direcionando os créditos e link para cá...

    ResponderExcluir
  22. Muito interessante este post .
    Quanto ao item 1º - na parte de dízimo , muitos pastores ensinam que sem ele , estamos roubando a Deus e que não seremos salvos, a verdade é que dízimo nunca foi em dinheiro apesar de o dinheiro ja existir desde a época de abraão veja Gênesis Cap: 17 Vers 12

    Â idade de oito dias, todo varão dentre vós será circuncidado, por todas as vossas gerações, tanto o nascido em casa como o comprado por dinheiro a qualquer estrangeiro, que não for da tua linhagem.

    Engraçado isso eles não revelam para seus rebanhos olha o que diz em Deuteronômio Cap : 14 Vers 22 ao 27 só estes versiculos comprovam que o Dízimo nunca foram em dinheiro ,


    Certamente darás os dízimos de todo o fruto da tua semente, que cada ano se recolher do campo.
    E, perante o SENHOR teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao SENHOR teu Deus todos os dias.
    E quando o caminho te for tão comprido que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o SENHOR teu Deus para ali pôr o seu nome, quando o SENHOR teu Deus te tiver abençoado;
    Então vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o SENHOR teu Deus;
    E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o SENHOR teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa;
    Porém não desampararás o levita que está dentro das tuas portas; pois não tem parte nem herança contigo.

    esta muito claro a palavra de Deus , ela é a maior Profecia só não enxerga quem não quer mesmo .

    Paz a todos os irmãos .

    ResponderExcluir
  23. muito bom, nem precisa + comentários, ler acima, todos ótimos vou postar tbm

    ResponderExcluir
  24. Driuzzo, apesar de Sábado significar descanso, é para isso que ele serve. Não foi uma ordem específica para os judeus, pois no princípio – após os seis dias – não haviam judeus, mas o homem, “E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.”
    Marcos 2:27
    O sábado vem da criação: “E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.
    E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera”
    Gênesis 2:2-3
    Se o sábado é “coisa do Antigo Testamento” como costumam dizer, porque então Disse Jesus: “E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado” (Mateus 24:20), quando se referia à perseguição dos judeus que ocorreria anos após a sua morte e ressurreição?
    Lembre-se: É lícito fazer o bem no sábado (Mt 12:12), mas não devemos deixar pra fazer no sábado o que temos seis dias para fazer (Ex 20:8-11).
    Se tiver mais dúvidas procure ler “Assim diz o Senhor”, ou me mande um e-mail em: thays-4@hotmail.com. Abraços.

    ResponderExcluir
  25. Ah, e em Êxodo 20:8-11, Deus também nos diz que o sétimo dia é o sábado.

    ResponderExcluir
  26. Como Adão representa a humanidade, o mandamento deveria ser dado a ele, ''santifica o sábado'', mas eu não encontro nenhuma referência ao próprio Adão, apenas e exclusivamente ao povo Judeu. E que coisa não Jesus foi um dos homens que mais fez coisas no sábado,

    Olhe o que o próprio disse em João 5:17
    E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. (fazendo referência ao sábado)
    João 5:17

    ResponderExcluir
  27. Resposta à jbertoldo:
    Jbertoldo, observe o que diz Gênesis 2:2-3, “E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.
    E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera”. Neste tempo só havia Adão e Eva, o que Deus fez nesta passagem foi um exemplo aos dois para que guardassem o sábado também, pois bem sabemos que Deus não se cansa, então porque descansaria no sábado? Contraditório, não? Ele apenas o fez para dar exemplo aos homens, assim também pois este dia será guardado no céu, como se diz em Isaías e também sabemos que no céu não haverá cansaço. Caro irmão, o sábado é sinal de obediência e amor: "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. João 14:2." Seria contradição de Jesus dizer para guardarmos os mandamentos e não guardar o sábado que é um mandamento. Em João 5:17, Jesus não se refere ao trabalho braçal, mas sim ao bem ao próximo, pois é lícito fazer o bem no sábado. O trabalho que Deus exerce até no sábado é tocar nosso coração através do Espírito Santo para que nos arrependamos e nos salvemos. Jesus só disse aquilo porque os Judeus guardavam (e guardam) o sábado de maneira errada, transformaram o sábado em uma carga um dia tão especial, pois não se podia ao menos cuspir no chão (que exagero!). Então assim vemos que devemos sim guardar o sábado, mas não transformá-lo em um fardo. Devemos, neste dia, descansar, visitar os doentes (ou qualquer outro trabalho missionário) e adorar a Deus. Só isso, claro que tudo isso se deve fazer nos outros dias, mas o sábado é especialmente para isso. Se tê mais dúvidas e não tem condições de adquirir um livro "Assim diz O SENHOR", acesse: http://www.jesusvoltara.com.br/livronline1.htm e leia o livro online "Sábado, o Selo de Deus". Tenha um bom dia ^^

    ResponderExcluir
  28. no item IV poderia incluir o jargão: EIS QUE TE DIGO...

    ResponderExcluir
  29. Ola é com grande alegria no coração que venho a esta pagina pois tenho um blog, radio e chat " Resgate Net " criamos com o objetivo de levar a palavra de Deus evangeliza e ganhar almas para Jesus, nosso trabalho é sem fins lucrativos na verdade nos investimos para realizar essa obra. Como locutor eu preciso de baixar musicas e foi o que me atraiu a sua pagina, encontrei o que eu precisava.

    Proponho uma parceria gostaria muito de colocar o nosso chat aqui na sua pagina inicial oferecendo entretenimento aos seus visitantes, um motivo a mais para que retornem e fiquem mais tempo em sua pagina.

    Me comprometo exibir em nossa pagina com destaque o seu banner e divulgar na radio o seu site nos programas ao vivo .

    Seria um prazer em te-lo como nosso parceiro, se divulgação é a alma do negócio estamos no caminho certo seriamos duplamente abençoados ajude-nos a crescer nessa obra que tem como o principal objetivo engrandecer o nome do Senhor Jesus e ganhar vidas para cristo amem.

    Deixo aqui a nossa pagina para que tenha melhor acesso.
    www.resgatenet.com
    http://radioresgatenet.blogspot.com.br/
    Email: resgatenet@gmail.com

    ResponderExcluir
  30. Oi Zé, gostei muito do seu blog, li várias coisas e como de costume, também leio os comentários. Tenho duas considerações a respeito desse post (que por sinal é ótimo!).

    1ª: “crentes teóricos, entretanto, ateus práticos”
    E desde quando ateu é sinônimo para se dizer isso? E quando digo "isso", é claro, isso tudo descrito no artigo e que está implicitamente ligado ao ateísmo, ou seja, que todos esses comportamentos são típicos te ateus e etc...

    Tenho acompanhado um canal no YouTube de uma cara chamado Pirulla (esse não é o nome dele, claro), ele tem vários vídeos que você talvez vá gostar, deixo isso por sua conta e sugiro-lhe esse aqui:

    Exemplo de intolerância ao ateísmo: http://www.youtube.com/watch?v=CBd2T0M8DMQ&feature=share&list=UUdGpd0gNn38UKwoncZd9rmA

    2ª: A segunda é mais polêmica. =/
    "Terrível constatar a realidade de suas palavras: que muitos dos que se intitulam cristãos vivem a máxima de Alestes Crowler..."

    Eu não vou defender nada, quanto mais discutir, porém de novo lhe indico algo para ler/ver: http://www.thelema.com.br/espaco-novo-aeon/

    Detalhe, há dois preceitos fundamentais que normalmente andam juntos em se tratando de Thelema: "Faze o que tu queres será o todo da Lei." e "Amor é a lei, amor sob vontade."

    O blog que lhe indiquei é o mais sério que conheço sobre o assunto (Thelema) em português, há outros claro. E mesmo a Wikipédia tem algo a dizer (algo que não carrega consigo preconceito):

    "É comum que a Lei de Thelema seja compreendida, à primeira leitura, como uma licença para que se executem todos os desejos e caprichos que uma pessoa tenha, sem que haja responsabilidade ou consequências por seus atos. Contudo, esta filosofia prega justamente o oposto, partindo da idéia de que cada ser humano, por possuir livre arbítrio, é inteiramente responsável por sua existência e por suas ações, sem ser absolvido ou culpado por nenhum Deus ou Diabo no que tange o destino de sua própria vida. A liberdade de todo Homem e toda Mulher é, portanto, cultuada, uma vez que, como consta no Liber AL, "Todo homem e toda mulher é uma estrela". O resultado disso é um profundo respeito a si próprio, a cada indivíduo e a cada forma de vida como sendo expressões particulares do Divino."

    Respeito que você ache isso "Terrível", não sei o que te levou a concluir isso diga-se de passagem, porém não posso ser condescendente com ideias que na maioria das vezes vem de desinformação e não ajudam e nada. Sejam elas em relação a ateísmo, thelema, o cristianismo e etc.

    São essas minhas considerações, até mais!

    ResponderExcluir
  31. Olha, o post é muito, o texto é até engraçado, e muitas verdades são expressas nele.
    Mas no fundo, no fundo, bateu uma preocupação: por um lado temos pessoas radicalizando nos usos e costumes, dizendo que tudo é pecado...
    Porém, não podemos esquecer que temos que ter cuidado para não banalizarmos os bons costumes.
    O texto que diz que "o Senhor não vê o exterior, mas o interior", não é uma autorização para eu me portar do jeito que der na telha, como alguém que não foi transformado pelo Senhor.
    Equilíbrio é a palavra chave. Nem ser largadão, nem ser fariseu.
    Deus abençoe vocês!

    ResponderExcluir
  32. só é salvo aquele que não me escandaliza.

    Read more: http://www.cristaoconfuso.com/2010/07/10-verdades-que-pregamos-sobre-10.html#ixzz2BHLQT3yH

    Ai, meu Deus! A verdade liberta.

    ResponderExcluir
  33. Falou por mim e por muitos de uma maneira que eu talvez jamais pensaria para escrever.

    ResponderExcluir