18 de dezembro de 2011

Que crente pode cantar na Globo?



Já dizia Chesterton, que quando se procura uma novidade, deve-se cavar em cemitérios. Não existe nada de novo debaixo do sol, e a internet é uma prova real disso. Duvida? Reconte aquela piada de 3 anos atrás e verá que muitos acharão a coisa mais engraçada do mundo, replicando em minutos como a maior novidade do momento.

O saudoso Raul Seixas cantou isso há décadas, informando que já era um "protestante" a mais tempo ainda.

Hoje, cantores conhecidos do meio evangélico tiveram um pequeno espaço na maior emissora de TV do país. Não demorou muito para que nas redes sociais começassem protestos por pretensos "formadores de opinião" sobre as motivações que implicaram aquelas apresentações.

A primeira vez que ouvi uma música "evangélica" foi por uma rádio secular, e depois, no programa da Xuxa (vergonha... acontece...)

Eu era um adolescente e morava em um centro de Umbanda, já que minha família era espírita como eu. A música era "Consagração" cantada pela então menina de 14 anos, Aline barros, e lembro-me perfeitamente que ouvia e chorava, me trancava no quarto e aumentava o volume, gravei pedaços em fita K7 (talvez você não saiba o que seja isso) e ouvia até a Aline ficar rouca.

Anos depois, convertido, ainda choro ao tocá-la.

Não sabia das motivações da menina - ou da igreja onde congregava - quando a ouvia, não sei o que fez com os cachẽs, não é da minha conta. Só aquela música me enchia a alma. Não entendia a máquina midiática que estava por trás daquela simples canção (que a própria Xuxa insistia em divulgar).

Hoje eu entendo. E continuo cantando a canção, e louvando a Deus intimamente.

Como li em uma rede social, o povo cristão começa a reclamar sistematicamente, sem lembrar como Deus trabalha. Parecem hebreus no deserto.

Afinal de contas: Qual tipo de crente poderia cantar louvores a Deus na Globo? Que tipo de contrato ele teria que assinar com os inquisidores das redes sociais para provar que cantam legitimamente? 

Em suma: tem crente que é chato prá caramba.

Pronto...desabafei...

por Zé Luís

21 comentários:

  1. Não sei quanto aos que estão sendo chatos ou aos que têm suas razões pra não gostar de como as coisas estão mudando, mas uma coisa eu sei: o que é uma fita cassete, ou simplesmente k-7. Agora, fita cacete, se dada bem nos meios dos lombos, deve doer mesmo pra...

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    Claudião...
    Te odeio...rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. O bacana é que esta mensagem partiu de um Cristão Confuso! hehe

    ResponderExcluir
  4. Opa, Calebe!

    Não me sinto confuso. Quando indago a posição "evÃ-gélica", que vive se apegando a posições confusas, discrepantes, paradoxais, é assim que me chamam.

    "Você é crente mesmo?" - perguntam, eu nada respondo. Isso é entre eu e Deus, não é verdade?

    Mas os crentes não sabem o que querem. Se não tem espaço, é o diabo, se o espaço é dado, o diabo.

    Uma confusão dos diabos mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Oh Zé em parte concordo contigo, mas o modo como a globo faz as coisas é nojento mil vezes ouvir louvores a ter de ver Faustão e as faustétes, porem a musica cristã esta virando comercial d+ e as letras muitas vezes são sofriveis! a globo quer é grana e ta se lixando para o evangelho

    ResponderExcluir
  6. réu confesso! quando vi a chamada, reagi negativamente e ainda não me habituei com a idéia. Sou chato pra k-7, mas sei reconhecer meus extremos.
    gosto da música da maioria dos que se apresentaram, de verdade. E sei que 90% dos que se opõem, o fazem por não simpatizarem com o estilo musical, o que acho uma baita duma baboseira.
    Enfim, precisamos relaxar um pouco.
    Abs!

    ResponderExcluir
  7. Não vale corrigir o texto, se não minha piada fica sem sentido! >:(

    ResponderExcluir
  8. Gostaria tanto que a Globo desse espaço para cristão de verdade. Aqueles que tem sede que propagar o evangelho de Cristo. Infelizmente, o espaço foi cedido a cantorzinha que propaga o evangelho da prosperidade, o triunfalismo e a confissão positiva, entre outras heresias neo-pentéca. Que pena! Lamentável! Realmente, uma confusão dos diabos.

    Como seria bom ver Stenio Marcius e Palavrantiga num evento desses.

    ResponderExcluir
  9. AI ZÉ! MANDA ESSE TEXTO LÁ PRO PESSOAL DO GENIZAH ,PORQUE LÁ TÃO CUSPINDO MARIMBONDOS,TÁ CHUVENDO PEDRAS E ATE FOGO DO CÉU.OS QUINTOS DOS INFERNOS JÁ ESTA LOTADO DE TANTO MANDAREM PRA LÁ ESSE TIPO DE CRENTE QUE OUSOU CANTAR NA GLOBO.
    MEU NOME É REV RICARDO RODRIGUES.

    ResponderExcluir
  10. Olá.

    Fica bem complicado definir o que é "cristão de verdade", não é mesmo? Segundo meu sogro, 60 anos, assembleiano "da gema", louvor mesmo tem que ser feito com banda com violino, sopro, harpa.

    Tem gente que gosta de Cassiane, Jota Neto, Calebe, e uma infinidade de estilos que não não cabe a ninguém definir se é ou não legítimo.

    NO caso do Genizah, sou articulista lá também, e uma das coisas que admiro no trabalho do Danilo é admitir que pessoas postem opiniões contrárias às dele.

    No mais, não postarei nada no Genizah sobre o assunto, já que existem muitos pegando carona na polêmica, e não tenho interesse no momento de tomar partido nessa tentativa de linchamento aos cantores do evento.

    Creio que a Globo não é uma emissora que começou ontem e não pesquisou realmente o que a maioria dos evangélicos brasileiros anda ouvindo, não é mesmo?

    Resumindo: eles divulgaram o que todos ouvem. Também gostaria de ouvir João Alexandre cantando Pai Nosso, mas seria interessante ouvir Cassiane, só prá ver o que alguns diriam...rsrsrsr

    ResponderExcluir
  11. Olá Zé

    O assunto em si é gerador de polêmicas, e eu particularmente não acredito que relaxar seja a solução, em Mateus 10:16 há uma palavra muito clara para nós, cristãos (verdadeiros ou não), sobre simplicidade e prudência.

    O interesse das Organizações Globo é LUCRO e isso tem que ficar muito bem claro, o evento Festival Promessas foi para crente, para promover artistas da casa, medir aceitação e promover novos "investimentos".

    Não sei se podemos classificar este, como sendo um evento evangelístico, poderão chamar de ato profético, mas não missionário, como você disse, devemos "lembrar como Deus trabalha", ou seja, misericordiosamente, por isso creio que haverão vidas, que pela misericórdia, serão alcançadas, e isso não significa que Deus tenha aprovado o mercado.

    Deus o abençoe, ótimo espaço!

    Edinelson F. Lopes
    Ministério Fogo para Missões
    @FogoparaMissoesBlogFpMFaceBook

    ResponderExcluir
  12. Assino em baixo Zé, nem perco tempo conversando com esse povo, gostei do texto. Agora cá pra nós, se não fosse o tropeço dos outros, uns não teriam assunto viu? Ninguém merece certas coisas. Abraço, mano!

    ResponderExcluir
  13. Olá, Edinelson.

    Paz.

    Para ser sincero, não assisti o evento, mas jamais esperei que uma emissora como a Globo, ou qualquer outra, interesse pela divulgação de músicas de tema "cristão" com intenção de difundir o evangelho na forma protestante. Alguém esperou isso? Sério?

    Não só emissoras de TV e radio, mas mesmo blogs como o meu, se querem ganhar alguma DINHEIRO com os banners de propaganda postados pelo corpo da página, precisam ter AUDIÊNCIA.

    Este blog, particularmente, não tem visitantes suficientes para criar um "bom fluxo de caixa"(R$0,00 para dizer a verdade) e por isso, não me obrigo a entrar na onda dos posts populares.

    Creio que a popularização de certas letras cristãs no meio secular não tem nada de nocivo, e tenho prá mim ser um exagero toda essa polêmica sobre o tal evento.

    Os "escolhidos" são, simplesmente, os mais ouvidos entre os crentes. Fosse a banda da Assembléia de Deus da Vila Alzira, com tuba e celo, cantando o Hino 22 da Harpa, algum chato levantaria e diria:
    "Mais isso é um desserviço ao evangelho!" da mesma forma.

    Olhando superficialmente os "formadores de opinião", que impestiaram as redes sociais com opiniões contrárias ao evento, vi muita gente que, em outros tempos, são cabos eleitorais e vendedores de espaço em seus sites, divulgando mentiras sobre conspirações demoníacas e promessas de golpe.

    Eles dependem de audiência para ganharem, e para isso, assuntos "polêmicos" como esse são um prato cheio. Engraçado que os mesmos falam dos falsos interesses dos cantores, mas não falam sobre os reais interesses quando procuram polemizar certas questões.

    O nome do jogo? DINHEIRO

    ResponderExcluir
  14. Zé,

    Toda essa história de Festival Promessas é marketing para os dois lados: a Globo que, enfim, enxergou um mercado promissor, já que as vendas de CDs e DVDs seculares estão caindo vertiginosamente, além da própria programação. Por seu lado, as celebridades gospel, que irão encher o cofre com os cachês milionários que irão cobrar a partir dessa projeção.

    Só sendo muito ingênuo para não perceber essa jogada.

    E excesso de ingenuidade beira à burrice!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Luciana.

    Não creio que alguém, em algum momento, deixou de ver a Globo como empresa para ver como igreja.

    Um empresa visa lucro, nenhuma novidade, e o formato da Globo é esse daí mesmo.

    O que não entendo é o estardalhaço. Se o padre Marcelo, canta Cassiane ou Lagoinha, não tem passeata de nenhuma parte. se o Roberto Carlos canta "Jesus Cristo eu estou aqui", sem problemas, se um grupo de pagode canta "Como Zaqueu", nada a declarar, se Aline Barros canta na festa da Virada da Globo, entre exaltasamba, Ivete Sangalo e Latino, ninguém fala nada.

    QUAL O PROBLEMA DESSE POVO TER CANTADO? O LUCRO?

    ResponderExcluir
  16. Não concordo quando vc fala de fluxo em seu blog. Eu acesso todo dia... juro que é verdade.

    Abraço

    ResponderExcluir
  17. Ah... então é você!!! rsrsrsrsrsr

    Eu, particularmente, estou mais que satisfeito com a "audiência" do blog. Boa parte da turma que frequenta são pessoas que não se encaixam no modelito cristão evangélico padrão, mas sei por fonte fidedigna que estou longe de ganhar algum dinheiro com este fluxo.

    Muitos, na verdade, são pessoas que admiro pelo coragem de enfrentar um blog tão rejeitado - você não imagina quanto - por não se restringir a postar religiosidades, e se permitirem a experimentar tudo e reter apenas o que é bom (experimentando assim a liberdade que há Nele).

    Orgulhosamente, declaro que tenho o privilégio de ter leitores que são a minoria das Igrejas, gente que pensa além do imposto, mas são aqueles que farão a diferença nos tempos de crise que se aproxima.

    Olhando por este prisma, ainda são muitos.

    Acho que esse assunto merece um post.

    Um abraço, e valeu pela força!

    ResponderExcluir
  18. "A Globo quer é grana e tá se lixando pro evangelho"? E a Record quer o quê?

    ResponderExcluir
  19. Gostei demais do que foi dito aqui. Você possui bastante simplicidade e esse é um atributo ímpar em textos. Deus abençoe mais ainda!!

    ResponderExcluir
  20. PoiZÉ,

    Parece que poucos alcançam a sua mensagem.

    Normal...

    ResponderExcluir
  21. Acho, que a Luz tem poder para penetrar a mais densa treva,e que se, foi possível enxergar o Deus desconhecido, em um altar pagão, porque não seria possível, Deus encontrar corações, através do louvor?!
    Dito isto...
    Creio que a questão é menos Poliana!
    O problema são as circunstâncias, os cantores estão sendo usados para validar a postura ecumênica da vénus platinada que cumpre seu papel de empresa e quer lucrar e se possível vender a ideia da "paz e amor"!
    Estes cantores estão presos ao contrato e não são livres, antes pegaram as cebolas do faraó ao invés de aguardar o cacho de uvas. Com a crescente dos evangélicos não poderíamos ser ignorados por muito tempo e "já não eramos"!
    O Diante do Trono e cia, quer justificar dizendo que a Rede Globo, é como Ciro, "rei usado por Deus para favorecer seu povo", más a situação não é a mesma, não!
    Todo bom artista que sabe seu valor, tem suas exigências. E o minimo que se pode esperar, é que quando o cristão estiver na torre de babel e o confronto inevitável vier, ele tenha a posição clara que requer um seguidor de Jesus, coisa que não ocorreu, más no futuro quem sabe?!
    Dani Lima

    ResponderExcluir