Adele: "Não fosse cantora, teria sido faxineira..."


De acordo com o livro "Adele" (Leya, 2012), de Chas Newkey-Burden, a mais nova princesa do pop disse --quando perguntada sobre o que faria se não cantasse-- que provavelmente trabalharia com limpeza "Se eu não cantasse, seria uma faxineira; adoro limpar".

Brincadeira ou não, uma outra fala da cantora se aproximou mais de uma possível realidade. "Se eu não estivesse cantando, provavelmente estaria dobrando calça jeans."
Quando adolescente, a inglesa trabalhou como lojista. Um dos lugares pelo qual passou foi a grife Gap. No entanto, não gostou do emprego por ficar o dia inteiro no estoque com a função de dobrar peças de roupa e saiu quatro dias depois de ter começado.

O volume conta a história de Adele desde a infância da artista nos arredores de Londres, na Inglaterra, até os dias de hoje. Chas narra a educação musical da cantora, fala sobre quando começou a compor e fazer shows particulares para sua família e também descreve a passagem da estrela pelo ensino médio especializado em artes BRIT Performing Arts and Technology, onde estiveram Amy Whinehouse, Leona Lewis, Kate Nash e outros famosos da música
A biografia dá detalhes sobre o estouro da inglesa após colocar suas canções na internet e retrata momentos turbulentos de vida amorosa da compositora os quais a levaram a escrever as letras melancólicas que trouxeram seu sucesso.

Indicação do Carlinhos, visto no PMO

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os 10 números mais significativos da bíblia

Sobre anjos: 10 erros comuns