26 de fevereiro de 2015

Experimento: Quem ajudará o menino sem teto no inverno nova-iorquino?


Nesse experimento tocante, um menino com uma camiseta rasgada, um saco de lixo e um pedido de auxilio escrito em um pedaço de papelão, foi posto nas ruas geladas da cidade americana.

Durante duas horas as pessoas passaram - algumas até pararam e olharam por segundos a difícil situação do menino que sofria de frio até não aguentar em pé e cair de frio na calçada.

Sim: A ajuda veio. Mas você pode imaginar de onde surgiu o auxílio para a criança?



Caso você não tenha entendido: quem tirou a blusa e dinheiro do bolso foi outro pedinte. Foi um desvalido o único que teve a coragem de ir em auxílio do garoto. Deu tudo o que tinha.

Os jovens organizadores do experimento se apresentaram e, contando que se tratava de uma gravação, auxiliou o sem-teto, que abraçou os rapazes, aos prantos (e eu, aqui, junto, enquanto assistia).

Só quem tinha know-how para compreender o sofrimento da criança é quem vive aquilo. A dor pode ser um remédio santo para gerar compaixão humana. 

Dica preciosa da Camila Peters