13 de setembro de 2010

Alguém como eu - Stênio Marcius


Um Deus que dorme, que descansa pesadamente, por estar exausto como todo homem fica.