Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Impressionante: A velha fórmula de manipulação dada pela Disney em 1943!

Imagem
E aí? Tem uns minutos? Não se engane: a pequena fábula é brilhante e - pelo que vi - utilizada com muita frequência. Certamente, por algum descuido da censura dos tempos de Ditadura - e se tiver mais de 30 como eu (no meu caso: bem mais de 30, mas não entremos em detalhes) - você já deve ter visto essa fábula quando criança e não deve ter entendido muito bem na época, deve ter achado chata na época. Vagando pelo Facebook, no profile do Manabu , me obriguei a gastar quase 8 minutos nessa animação feita durante a 2ª Guerra, adaptação da história do galinho Chicken Litlle ( NADA HAVER COM A RECENTE ANIMAÇÃO FEITA PELO CINEMA ), mas com um final bem mais condizente do que acontecerá em breve em nossas "praias". Após ver o vídeo, poderia responder mentalmente algumas questões? Quem  - atualmente - é a raposa? Quem são os propagadores de boato? A quem poderíamos comparar o pequeno Chicken? Te lembra alguém? E por último: Enquanto via a raposa atuar, ouviu algum &

Quando a ovelha se une, o lobo não tem vez

Imagem
O problema é que muitas vezes, as ovelhas - bípedes - não consegue identificar o real inimigo, e pior: não se une contra o que realmente é nocivo. Siga @cristaoconfuso pelo Twitter

A amnésia do Zé Povinho

Imagem
por Zé Luís Não se sabe se é o carnaval ou o futebol que faz isso com o Zé Povinho – também muito conhecido como Zé Ruela. Esse esquecimento, ou a vontade de nunca ter sido alguém beneficiado pelo atual governo. Imagino que, talvez, a necessidade de parecer com aquele sujeito, filho de família que já tinha boas condições providas por sistemas anteriores, que mantinham os pobres sempre miseráveis, e os ricos com os recursos que podiam ser pagos por poucos, criando assim uma triagem natural. Zé Povinho hoje procura andar de mãos dadas com os outros universitários, quer se enturmar, maritaqueia que tudo vai mal como os outros filhos aprenderam de seus pais ricos, enquanto passeiam pelos shopings, esquecendo-se que seus pais mesmo não puderam fazer faculdade – porque antes quase ninguém podia. Ele, que tem uma TV de Led igualzinha ao que o seu chefe, celular com conexão Wifi, importa coisas da China e Estados Unidos, e usa boas roupas adquiridas no Shopping, diz que o Brasil pi

A mestre das maquiagens

Imagem
Michelle Phan (ou Tamang Phan) é uma vietnamita residente nos Estados Unidos, conhecida por criar tutoriais de maquiagem e embelezamento, fazendo vídeos com truques no Youtube, sendo representante de vídeos para Lancome. Além disso, Phan é criadora e proprietário da linha de cosméticos IQ QU. Em Julho de 2010, foi tida como "a primeira estilista de beleza de si mesma no YouTube". Michelle Phan abriu sua conta no Youtube em 18 de Julho de 2006, e até Julho de 2010, já havia criado mais de 100 videos, vistos por mais de 150.000.000 de vezes. Abaixo, alguns resultados vistos no Ziza A seguir o trabalho impressionante dessa moça:

Occupy Wall Street, passeatas e os novos ativistas-miojo

Imagem
seria mera semelhança?  por Zé Luís  Nota do editor : chamo de ativista-miojo esses novos experts em política feitos em 3 minutos de estudo. -Que bom, meu irmão, que você compareceu a todas passeatas! - respondeu ele ainda com um naco de carne na boca. João gabava-se de participar de tão importante movimento. -É! Nós vamos mudar o Brasil! - respondeu o rapaz, orgulhoso. -O movimento conseguiu reduzir as tarifas realmente... e agora? -Temos 5 reivindicações, não pararemos aí! Fora Dilma! -Quem reivindicações são essas, João? -Ah José... pelo fim da impunidade e da corrupção... -Tipo liberação de pena de morte? Baixar maior idade penal? -Isso... acho que é isso... -E o aborto e o casamento gay? -Também lutamos por isso, claro. Uma parte... -Mas dentro do mesmo movimento há quem lute pela proibição dos mesmos fatores, e se sabe que existem cristãos nessa linha que repudiam tais ações militando ao lado dos gays... -Você vive me criticando! Poxa! O movimento é sério! Não

Minha compreensão do idioma nipônico

Imagem
Sempre tenho essa impressão. Mas se me dissessem que estão narrando uma partida de futebol eu não duvidaria... Siga @cristaoconfuso pelo Twitter

Por que agora, Brasil?

Imagem
Se você pudesse ter alguma informação jornalística imparcial, sem interesses político, nem revanchismo de partido nenhum, o que seria dito? leia a reportagem, vista no Espanhol El País : Está gerando perplexidade, dentro e fora do país, a crise repentina no Brasil com a ascensão de protestos de rua, primeiro nas cidades ricas de São Paulo e Rio, e agora espalhando-se por todo o país e até mesmo os brasileiros que vivem fora do país. No momento, há mais perguntas para entender sobre o que está acontecendo, do que respostas para elas. Existe apenas um certo consenso de que o Brasil, até então invejado por sua experiência internacional, parece sofrer uma espécie de esquizofrenia ou paradoxo que ainda tem de ser analisada e explicada. Vamos começar com algumas perguntas: Por que agora emerge um movimento de protesto, quando há dez anos, o Brasil viveu um êxito aplaudido pelo mundo? É o Brasil pior hoje do que há dez anos atrás? Não, é melhor. Pelo menos é mais rico, tem m

Infância arruinada: Criança aos prantos ao descobrir que Robert Downey Jr. era apenas um ator.

Imagem
A foto flagrou o exato momento que o o ator que interpreta o Homem de Ferro, 48 anos, veio conhecer o garoto Jaxson Denno de um ano e seis meses,de Suderland, Massachusetts,EUA, e este veio sem o habitual uniforme de ferro visto nos filmes. Desilusão tão cedo assim é tão triste. Refiro-me a cara do pobre ator... rsrsrs Siga @cristaoconfuso pelo Twitter

Pai entrega a filha ao noivo

Imagem
 Do filme: A Megera Domada Convivência em família nem sempre é fácil. Sei bem disso(sei que se alguém me conhece bem, essa declaração parece estranha, mas não é: faço questão de manter a distância exata para não incomodar ou ser incomodado de forma insuportável. O problema é que temos a tendência a aproximação). Entregar uma noiva apaixonada a um bom homem que a ama não é tarefa difícil... desde que você seja um bom pai, esse homem bom a quer como sua noiva, e o mais importante: que essa mulher tenha se submetido ao pai nos ensinamentos e se manteve dentro daquilo que o pai o ensinou... A Igreja, a reunião de pessoas em volta da ideia que Jesus Cristo é Deus, é comumente conhecida como "Noiva". Creio que essa analogia poderia ser aplicada aqui, mas é o Pai do Noivo quem prepara a "futura esposa". O pai da noiva, na analogia, quer mais é que a noiva se perca solteira, drogada, bêbada e prostituída. Certamente, se a noiva que ali está fosse a Igreja, o

E então, a morte aparece...

É cômico? Sim, claro! Mas nesse momento, enquanto você riu vendo o trecho dessa velha esquete, ela - a morte -  já levou mais alguns, as vezes discretamente, absurdamente em outros casos. O mais absurdo? É que: o que ela disse - que em 120 anos, não haverão mais nenhum dos que estão vivos agora, milhares de milhares que respiram sobre o planeta - não nos comove, é sempre ao outro que ela se refere. Como os assaltos da TV: que triste acontece com "os outros". Sim - eu creio: um dia nos encontraremos com o Criador das almas, e lembraremos com exata noção o quanto ignoramos o justo viver nessa terra, já que quando éramos criança sabíamos instintivamente o certo e o errado a não fazer. Preferimos as malicias aprendidas com a digestão dos nacos do fruto do conhecimento do bem e do mal, e que nos traz inevitavelmente à ceifadora de almas. Já, já, meu amigo, seremos nós. Eu, o que redige essas letras pobres, uma presença invisível em sua mente que distingue e decifra letr

Reconversão num mundo sem igrejas

Imagem
Carta mandada por Janaína Negreiros Person, uma de minhas 4 irmãs, residente já há alguns anos na Suécia. Partes desse relato foram ocultados. Creio que a intenção aqui não é dizer qual a igreja é a (in?)eficaz, mesmo porque muitos passam por essa necessidade de um 2º entendimento. Oi Ju, Já faz tempo que eu to querendo te escrever, mas com duas filhas nunca dá certo. Te escrevo e você faz o que bem entender com a minha mensagem. Quando me converti pela primeira vez, há mais ou menos dez anos, o fiz porque estava desesperada, precisando encontrar uma saída para os problemas que tinha, uma sensação de falta incrível na alma, que me doía e me fazia chorar constantemente. Quando fui batizada na XXXXXXXXXXX, me senti renovada, quase tomada por uma paz constante, mas apenas por um tempinho. Logo, bem rapidinho (acho que pelo fato de eu não ter entendido o “espírito da coisa”), começou a insatisfação, a bronca, a raiva de não ver o resultado que eu queria. Antes do bati