Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Porque Eu Odeio Religião - Mark Driscoll

Fonte: Púlpito Cristão Tenho urticária cada vez que encontro com religiosos dentro das Igrejas de Cristo. Foram religiosos que crucificaram Cristo, e ainda hoje, procuram dentro da "Lei" maneiras de crucificar mais rebeldes. Diga o que tem a dizer sobre o video abaixo

Missões, Livros e Amizade

Imagem
Atualmente estou lendo "Por Esta Cruz te Matarei", de Bruce Olson. Até segunda-feira, nunca havia ouvido falar deste missionário. Nem mesmo sabia que a obra se tratava de uma auto-biografia. Não gostei da capa amarelada, nem do desenho de um caboclo cangaceiro ilustrando-a. O livreto, com duzentas páginas (ainda não cheguei nem em sua metade) tem uma letra minúscula e a diagramação não é das melhores. Comprei em um sebo aqui de São Caetano, na hora de meu almoço, mas estive por diversas vezes por devolve-lo a prateleira e não levá-lo. Se soubesse que era a história de um jovem americano que recebe um chamado da parte de Deus para levar o Evangelho a índios primitivos nos confins da Venezuela, jamais teria comprado! Nunca entendi qual sentido racional na cabeça de um sujeito desejar ir aos confins da Terra levar solitariamente o evangelho para gente que nunca viu, não sabe seu idioma, não o respeita... isso até poucos dias. Estou amando o livro! Enquanto leio, novos &quo

Quando MInha Fé Acabou(2)

Imagem
Crente 2D - Fé que é fé não se acaba! - gritaria um fundamentalista religioso (palavra que detesto). Mas acabou. O que eu tinha agora eram resquícios, fragmentos do naufrágio de minha alma, parafraseando Chesterton. Procurava evidências aqui e ali, mas o argumento ateu parecia definitivo. Logicamente, procurei pessoas na mesma situação em que me encontrava, mas havia a nítida impressão de que eles fingiam que acreditavam, e que essa farsa deveria continuar em suas vidas. Como eu, tratavam o pensamento cético como uma espécie de gripe, mas a minha parecia estar se tornando uma “suína” terminal. Embora amigos virtuais me ajudassem muito (mesmo sem saber – creio eu – da minha situação espiritual) fui sentindo a descrença crescer, o que aumentava quando entrava na discussão um crente “2D”, como diz Philip Yancey. Ele conta que gasta horas tentando criar um personagem "3D", convincente, que não seja dotado apenas de chavões e lugares comuns em seus pensamentos, mas ao sair de

As Raposas de Sansão

Imagem
Causos de Zena Seria capaz de garantir que esta história não aconteceu, mas como tantas testemunhas no culto lotado, fica complicado desmentir: Após a abençoada apresentação de uma dupla sertaneja gospel numa conhecida igreja pentecostal, o pregador emocionado com a letra do hino - que tinha como tema "Sansão" - subiu ao púlpito já falando em línguas. Dissertando sobre o mesmo assunto, falou sobre quando o tal juiz, que, para se vingar dos filisteus, capturou trezentas raposas e com suas caldas felpudas fez tochas, fazendo que os bichos corressem pelos campos, incendiando as plantações. O pregador usava a mensagem para falar as mulheres , quando soltou a máxima: "... E assim como as raposas de Sansão, Deus porá fogo no seu rabo, minha irmã! Aleluia!" E o pior que teve gente dando "aleluia" e "glória a Deus". Não sei se é trágico ou cômico... Zé Luís

De repente, o Fim

Imagem
Calafrios me invadiram quando Lilian, que não via a muito tempo, contou-me sobre seu irmão, o cabeludo Marcelo. Conheci-os a anos, quando trabalhávamos na mesma empresa, e Marcelo, já conhecido pelas longas madeixas loiras, começava como office-boy, indicado pela irmã que trabalhava em outro departamento. Diz que o tranqüilo rapaz, já com seus vinte e três anos, se preparava para voltar para casa, descansar para um novo dia de trabalho. Se despedia da namorada sentada a seu lado no sofá, quando , no meio de um assunto banal, pende com sua cabeça para trás, com seus olhos fechados, para nunca mais abri-los. Um inesperado AVC totalmente insuspeito finalizou precocemente e de forma instantânea a existência do rapaz. Não houve tempo para considerações finais ou acertos de contas, ficando a sensação inaceitável de um precioso provérbio escrito pela metade, mas com um ponto final imperativo, inegociável, que não respeita as perguntas e necessidades daqueles que ainda ficam. Uma velh

A História que se Repete

Imagem
É domingo. São vinte horas e o pastor encerrou mais um culto. Meço a saúde da comunidade quando isso acontece: as pessoas permanecem dentro da igreja – ou não – botando os assuntos pessoais em dia entre os irmãos. Corrijam-me se isso não for a idéia de Cristo quando orava: “Que eles sejam um...” Eu mesmo, apesar de minha pressa em ir para casa e usar meu banheiro, não resisti a um breve papo com o Kleber. Este é um daqueles crentes teimosos - e nesta altura do campeonato, poderíamos chamar de heróicos, que insistem na sã doutrina. Casado, dois filhos, excelente qualificação profissional, se aventurou numa formação mais aprofundada em Teologia, não medindo esforços neste investimento (mas não gastando um minuto divulgando este mérito). Confessou que visitou meu site ( e não comentou!!). Conversávamos sobre a idéia de um evangélico postar, em um site dito protestante, material positivo sobre um líder católico(creio que não ganharei o selo de 100% Cristão). - Se olharmos a Hist

Freud e Deus

Imagem
Fonte: Um Sábado Qualquer

Compaixão

Imagem
Consta no livro “O Evangelho Maltrapilho”, de Brennan Manning, dinâmica feita em sala de aula de uma faculdade americana. A professora, aproveitando a fase do ano onde todos já se conheciam bem, propôs uma rápida pesquisa, perguntando ao grupo quem era fumante, ex-fumante ou nunca fumou, pedindo a opinião de cada um dos três sub-grupos formados sobre o tabagismo. Os que nunca fumaram eram os mais duros em suas opiniões, ainda mais quando eram maioria. As opiniões destes eram na maioria de repugnância ao fumo, e as vezes, o mesmo desprezo era lançado ao fumante. Alguns chegaram a associar o fumo a pobreza de alma. A mulher do autor, que fazia parte do hall dos tabagistas naquela sala, não tinha a menor idéia de como as pessoas que conviviam a sua volta a desprezavam de forma tão pungente.       - Não fazia idéia de quanto era odiada... - comentava. O mesmo desprezo não acontecia da parte dos ex-fumantes. Certamente, sabiam bem o que era o vício e as dificuldades de possuí-lo. L

Peregrinos Decepcionados

Imagem
Fonte: Amigos de Jesus Colaboração: Claudio Marcio E o que essas pessoas que são atraídas às igrejas neo-pentecostais buscam? Que fiquem ricas, sejam curadas de todo tipo de doença e que todos os seus problemas sejam resolvidos, desde a falta de dinheiro até a falta de emprego. Essas são promessas da teologia da prosperidade, que propõe banir a pobreza, a doença. O problema não está na prosperidade, mas na teologia. Para a teologia da prosperidade, o crente "deve morar em mansão, ter carrões, muito dinheiro e nunca ficar doente. Quando isso não acontece, é porque ele está sem fé, em pecado ou debaixo do poder de Satanás", explicam os pregadores desta danosa teologia. "Ora, se formos avaliar a vida espiritual de uma pessoa pela casa onde mora ou pelo saldo bancário, temos que concluir que muitos jogadores de futebol e artistas têm uma comunhão com Deus fora do comum. E isso não é verdade". Hoje em dia, as pessoas na igreja funcionam na base da emoção, e não

Padre Léo - Último Sermão

Imagem
Sem a pretensão de fazer apologia a práticas católicas - assim como também não defendo, por corporativismo, nenhuma denominação evangélica,- vi neste homem mais cristianismo do que em muitos ditos cristãos legítimos. Vi na multidão emocionada que o ouvia um sincero sentimento de afeto, tão raro em nossos pregadores. Nossos oradores são super-homens, infalíveis, incontestáveis. Padre Léo morreu em 2007, vítima de câncer, aos 45 anos, no Hospital da Clínicas de São Paulo, cercado de pessoas que o amavam sinceramente.

Caminhos Incompreensíveis

Imagem
Certa vez, Deus escolheu um homem, e fez dele um dos maiores líderes de sua época. Esse líder era pagão e inimigo do  povo escolhido de Deus. Este foi levantado por Deus para dominar – se necessário – com violência. Arrasou com Israel, nação constituída pelo próprio Criador. Matou muitos, escravizou outros, arrasou o templo sagrado dos judeus e seus utensílios cerimoniais foram levados para Babilônia como despojos. Fez de jovens, escravos e eunucos. Tal tragédia não foi novidade para os judeus: os profetas, aqueles a quem Jeová escolhia como porta-voz, repassavam dia após dia avisos celestiais sobre o rei pagão, escolhido como justiça Dele para seu próprio povo. Os israelitas tinham o orgulho de ser a nação escolhida por Deus, mas este  sentimento era semelhante ao dos finlandeses em relação a ser a nação de Papai Noel: Se necessário, matam para defender o legado, mas não acreditam realmente que “ele” exista. Cumprido foi o que tinha se dito pela boca dos “atalaias” de Deus.

Raiz Rasa: A Causa de Muitos Males

Imagem
Às vezes, a maior luta ou o maior empenho de um médico para tratar de seu paciente está ligado à questão de sua capacidade de, mediante a análise dos sintomas, formular um correto diagnóstico. Em outras palavras: somente um diagnóstico preciso é que permite o tratamento apropriado e a a possibilidade de cura . É impressionante como essa premissa aplica-se em todos os setores da vida dos seres humanos. Mas, quando enxergamos nossas mazelas existenciais sob esse prisma, o que nos surpreende mesmo é a constatação de como um único diagnóstico; ou, se quisermos, de uma única causa, é o elemento gerador de muitos males vivenciados pelo homem. Para demonstrar essa realidade, vamos tomar o texto bíblico da parábola do semeador na qual Jesus diz, referindo-se às sementes, que uma parte delas "caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra. Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porquanto não tinha raiz, secou-se" (Mat. 13. 5-6). Vejamos

Intercessão

Imagem
Orar é sempre bom, mas perceba como os gatos são dramáticos...

Provocação

Parece até criança... Colaboração: Marcos Cruz - CB

Deus nos Livre.

Imagem
Tragédias que nunca imaginamos acontecer em nossa vida sempre acontecem na vida dos outros. Foi preso, o foragido a oito anos, o ex-promotor Igor Ferreira da Silva. Ele havia sido condenado por ter assassinado a advogada Patricia Longo, sua própria esposa, quando estava grávida. Ele tentou encobrir o crime, mas a verdade veio a tona, foi condenado, mas fugiu. Sua vida foi exposta por toda a mídia, sua imagem divulgada, sua intimidade revelada: a criança no ventre de sua mulher não era filho dele, o que alegaram ser o motivo do assassínio. As famílias vinham aos meios de comunicação, hora defender, hora condenar. Quando o ex-promotor foi preso, entregue por ligação anônima, não resistiu a prisão. Abatido, seus cabelos caíram, pesa pouco mais de cinquenta quilos, seus dentes apodreceram. Ele confessa que viver em fuga, é como carregar um piano nas costas. Impossível não lembrar de "Crime e Castigo" de Dostoievisky, ou mesmo o filme “O Operário”. Vi o álbum de famíli

Quem é Jesus? - Ariovaldo Ramos

Mensagem simples, objetiva, profunda. Tipo de informação que nos lembra o fundamental.

Deus está Nú - Entrevista com Michel Onfray

Imagem
 A maioria das argumentações são repetições de outros ateus, como Nietzsche, com seu hedonismo que o levou a morrer sifilítico(sobre conseqüências deste tipo de comportamento sugerido abaixo nenhuma informação foi fornecida). No mais, amo a frase de Pedro Alice: No ateísmo, ao contrário das outras religiões, você desperdiçará o seu tempo com as coisas nas quais não acredita. Reportagem publicada na Revista Veja de 25/05/2005 - época onde João Paulo II morreu.O filósofo francês mais lido da atualidade diz que as três grandes religiões monoteístas vendem ilusões e devem ser desmascaradas como o rei da fábula de Andersen. Em um tempo em que a religiosidade está em alta, surpreende o livro que se encontra no topo da lista dos mais vendidos na França desde o mês passado, à frente até das biografias de João Paulo II: Tratado de Ateologia. Escrita pelo filósofo mais popular da França na atualidade, Michel Onfray, de 46 anos, a obra é um ataque pesado ao que o autor classifica como &quo

Quando Minha Fé Acabou (1)

Imagem
Tive uma fase em minha vida, após anos em Cristo, onde fiquei ateu. Alguns ateus defenderão que um ateu genuíno nunca deixa de ser ateu, mas vejo essa convicção como a dos apaixonados: "que seja eterno enquanto dure, posto que é chama...". Enquanto se sente esta irresistível certeza, julgamo-la definitiva em nossa alma (mesmo sendo contraditório crer em coisas eternas quando se fala em Ceticismo: eterno só o Eterno). A descrença começou gradativamente, quando busquei respostas pela inter-rede às coisas que estavam se propagando dentro da igreja onde congrego: Esquisitices, infantilidades, misticismos. Tudo que resolvi abdicar quando comecei a seguir o Cristo. Tudo aquilo começava a me incomodar de forma insuportável no meio evangélico. Buscava respostas para questões simples, mas as pessoas respondiam -na maioria dos casos - com um ou outro bordão - que nem sempre constava na bíblia (vide:" Não cai uma folha de uma árvore sem que Deus assim o permita"). A v

Confuso?

Imagem
Interessante como os que acessam este blog - normalmente minha mãe e meia dúzia de amigos de remunero "mais ou menos" bem para fazer isso com constância - questionam meu terrível gosto para o título deste site. Por que Cristão Confuso? - questionam em um coral desafinado e rouco (fora a mamãe: esta nunca desafina).Façamos uma breve análise. Se perguntam sobre minha religião respondo: - Não tenho religião. - Mas você é ateu? - Negativo - E como não tem religião? É agnóstico? - Creio em Cristo...Cristão... A luz no fim do túnel parece aparecer, mais ai recomeça o problema: - Então és católico! Embora o catolicismo seja uma religião... - Não. Claro que não... - Então é crente... - O que é um crente para você? - Roupas sociais em uma tarde de domingo, radicalismo contra pessoas de outras religiões... cabelos longos, gravatas, bíblias debaixo do braço, trejeitos típicos... - Você vê fé por fora. Se isso é ser crente, minha fé vai por dentro, não me encaixo neste

Não é Bom ter Tantos Mestres

Imagem
Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo. Thiago 3.1 Zé Luís São tempos confusos. Hoje, um cristão genuíno é capaz de adquirir bens em abundância, embora cumprir o IDE fique muito mais difícil para aquele que se “enrola”nas coisas deste mundo, sendo assim, desclassificado. Mas não me deterei apenas em teologias de prosperidade. Graças a Deus, já existem muitos no serviço de denúncia desta prática. Thiago, irmão de Jesus – literalmente por parte de mãe – recomenda que não tenha entre nós cristãos muitos mestres e isso sempre se soou estranho. Se não tivemos entre nós gente com os devidos conhecimentos poderemos ser enganados por qualquer vento de doutrina tão comum nestes tempos. Mas o que vem a ser um mestre, afinal de contas? Nas duas partes de Kill Bill, filme dirigido por Tarantino, com sua típica violência excessiva e gratuita, tem em suas exóticas personagens o mestre supremo de artes marciais: Pai Mae. O cruel instrutor da a

Falando no Diabo...

Imagem
Lúcifer (do latim Lux fero, portador da Luz, em hebraico, heilel ben-shahar, הילל בן שחר; (onde heilel significa Vênus e ben-shachar significa "o luminoso, filho da manhã")-em grego na Septuaginta, heosphoros) significa o que leva a luz', representa a estrela da manhã*, o planeta Vênus, que é visível antes do alvorecer. A designação descritiva de Isaias 14:4, 12, provém duma raiz que significa “brilhar” (Jó 29:3), e aplicava-se a uma metáfora aplicada aos excessos de um “rei de Babilônia”, não a uma entidade em si, como afirma o pesquisador iconográfico Luther Link "Isaías não estava falando do Diabo. Usando imagens possivelmente retiradas de um antigo mito cananeu, Isaías referia-se aos excessos de um ambicioso rei babilônico" *Não confundir com a Estrela da Manhã, citada em Apocalipse. A tradução “Lúcifer” deriva da Vulgata latina de Jerônimo e isso explica a ocorrência desse termo em diversas versões da Bíblia. Alguns argumentam que Lúcifer seja Satanás

A Decepção de Raimundo

Imagem
Alguns nomes aqui foram alterados, outros, talvez, não. Foi no sábado que o tal pastor-missionário-itinerante informou que retornaria na 2ª feira e oraria por mais enfermos. Embora a oração efetuada para cura naquele dia chegou a beira de ser cômica (numa "entrevista" pós-intercessão com um senhor que tinha - e continuou com - problemas na vista não ter sido considerada um fracasso por ele não saber ler e portanto, justificou-se quando disse que não tinha melhorado muuuuuuuuito), frisou que trouxessem cadeirantes para que fossem curados. Alguns irmãos crédulos trouxeram: um. Triunfante, Raimundo pediu oportunidade para falar a igreja e ao microfone declarou: - Creio que este homem sairá andando daqui, levando sua cadeira nas mãos! Eu declaro! - gritava o irmão que trouxe o rapaz da cadeira - Améééééémmm! - gritaram os irmãos, quase empolgados. A liturgia transcorreu dentro dos conformes: Prolongada oração de abertura, as mesmas canções sobre promessas, bençãos, vitó

Deus Pegou no meu Bilau

Imagem
Fonte: SexxxChurch por  Marcos Botelho É lógico que você ficou escandalizado com o título desse artigo, não era para ser diferente, você é um brasileiro que cresceu com toda cultura e tradição católica latino americana onde os órgãos sexuais são as partes sujas e vergonhosas do corpo humano. Mas não é assim que Deus vê e nem que a bíblia fala do seu e do meu órgão sexual, a bíblia está cheia de referências boas sobre o sexo e sobre os órgãos sexuais, mesmo percebendo claramente que os tradutores tentaram disfarçar. Na narração de Gênesis 2.7 vemos Deus esculpindo o homem do barro, isso foi um escândalo para os outros povos e religiões, principalmente para os gregos que acreditavam que nenhum deus poderoso poderia tocar na matéria, principalmente no barro como um operário fazia. Hoje não temos a dificuldade de acreditar que Deus, na criação, sujou a mão de barro, mas temos tremenda dificuldade de aceitar que Deus esculpiu o homem todo, até mesmo o pênis e o saco escrotal. Isso

Pronunciamento sobre o Dízimo

Imagem
Fonte: Amigos de Jesus Colaboração: Claudio Marcio Depois de muita insistência, para que eu me pronuncie sobre o dizimo, resolvi relatar o que entendo e vejo nas escrituras. A idéia de que o “dizimo” é devido à “igreja” é uma tentativa de fazer do mero ajuntamento cristão algo pesado, legal, estatal, religioso, como era o “Templo de Jerusalém”. No entanto, essa perversão não aconteceu desde o princípio. Os primeiros discípulos contribuíam, primeiro, para ajudarem-se uns aos outros (“...a família da fé...”; como diz Paulo); e, depois, a fim de criar meios e fundos a fim de ajudarem no sustento dos que vivem apenas para pregar e ensinar a Palavra. Se você ler II Co 8 e 9 você entenderá qual era o espírito mediante o qual as ofertas em dinheiro eram feitas no ajuntamento dos primeiros discípulos. Jesus disse aos judeus que eles deveriam dar o dízimo de seus bens e alimentos (era assim que era feito no Templo; e, descobertas arqueológicas feitas nas ruínas da casa de Caifás, o sumo

Padre Leo - Jesus Está em Sua Casa

Você que me conhece deve estar se perguntando: - O que um padre está fazendo num site onde o editor é crente, evangélico, protestante? Ele está pregando em sua igreja e o povo esta recebendo a Palavra com sorriso nos lábios. Sem show pirotécnico, sem apelações dogmáticas, sem intenções escondidas atrás de teologias bizonhas. Faça assim: Vejas os primeiros 10 minutos, e decida se vale a pena os próximos 10. Indicação: Cláudio Márcio.