3 de janeiro de 2012

Perguntas mais frequentes


Abaixo algumas perguntas que ouço constantemente. Se faltou alguma, é só fazê-la:

Um crente pode (ser) estar confuso?

Em tese: não.

Muitos pastores garantem que todos os crentes são esclarecidos e esclarecedores, embora não se veja muito isso.

O que se vê são – muitas vezes - pessoas religiosas mantendo-se teimosamente firmes nas convicções “inquestionáveis” de suas pequenas denominações locais, mesmo quando elas não são muito claras em seus fundamentos. O que você imagina ser um convicto, muitas vezes, nada mais é que um teimoso que assume uma linha de interpretação pessoal e que beneficia um ou outro, e nada tem haver com Jesus Cristo. Isso não me parece muito com Jesus, embora muitos vezes o senso geral em muitas comunidades evangélicas discordem.

Se me sinto confuso:

Hoje não.
O nome do blog foi - mal – escolhido em um período onde debatia com pessoas que, como eu, leem a Bíblia, mas ao contrário delas, não assumia a gíria que denunciavam a qual denominação pertenço. Eu era CONFUSO para eles, conhecia, algumas vezes, a bíblia com mais clareza que eles, mas não assumia esquisitisses místicas ou trejeitos denominacionais. Isso sempre confundiu muita gente.

Tenho dúvidas em algum ponto da Palavra:

Claro.

Pessoas que não tem dúvidas referente as Escrituras não precisam mais meditar sobre ela, já que possui todas as respostas. São tão certeiros em suas respostas que garantem que, se o trono do Altíssimo ficar vago, por algum motivo, poderão administrar os universos e dimensões numa boa, sem dificuldades. Quem sabe colocarão um trono acima do Todo-Poderoso se fosse possível?

Por que existem coisas triviais, piadas, curiosidades, bobagens, em um site que supostamente teria que ter informações apenas de cunho religioso, elucidativo, edificante, cristão?

Quem inventou isso? O que é divulgado no blog, qualquer cristão, de qualquer idade, em qualquer época, pode ler e inclusive conversar sobre a pauta levantada. E melhor: não só cristãos acompanham as postagens. Não considero bairrismo aquele que monta um site apenas com informações sobre coisas envolvendo a pauta evangélica, considero uma opção válida, já que ele terá um público certo, que sempre terá religião quando quiser procurar. Eu, particularmente, escolhi postar o que dá na cabeça, uma cabeça muitas vezes tida como confusa.

E pasme: cristãos riem. Eu pelo menos, gosto muito de rir. Isso me desqualifica à Salvação? Oi?

Não entendo um cristão, que tem como base, ser testemunho vivo do Messias, e não saber lidar com os diversos assuntos que a vida proporciona. Não se dão conta que ser morada do Espírito proporciona condições de lidar com QUALQUER adversidade, e ter critérios para entender como lidar com aquilo (seja “aquilo” o que for).

O Cristão Confuso é um site político?

Não (você não imagina como é duro viver entre blogueiros, cheios de informações, e ter feito uma proposta pessoal de não levantar bandeira).

Minha decisão é por pensar que já existem picaretas demais manipulando as massas cristãs para arrecadar votos,  as igrejas não precisam de mais essa confusão (o que não significa que eu, editor do blog,  seja a-político ou prefira me manter ignorante diante de tudo que acontece nesse mundo).

Logicamente, você pode ter mais questões sobre o blog, mas no momento não me vem nada a essa minha "cabecinha" oca . Se quiser faze-las...