10 de junho de 2010

A incrível história de Li Ching-Yun, morto aos 256 anos


De acordo com os obituários de ambas as maiores revistas de 1933, New York Times e Time, Li Ching-Yun enterrara 23 esposas e teve mais de 180 descendentes, ao morrer com 256 anos.

Será que ele era realmente tão velho? Será que os registros não exageraram em suas anotações? A Environmental Graffiti investigou.

Os secredos de uma vida interminável:

“Mantenha o coração quieto, sente-se como uma tartaruga, caminhar firme como os pombos e dormir como os cães”. Esses foram os conselhos dados por Li quando Wu Pei-fu, o senhor da Guerra, foi a sua casa aprender o segredo da longevidade extrema da vida.

Li afirmou que a calma interior e paz de espírito foram os segredos para a impressionante longevidade Sua dieta era baseada principalmente em arroz e vinho.

De 0 a 256
Não é novidade que não se sabe muito sobre a vida de Li Ching-Yun. Sabe-se que nasceu na província de Sichuan na China, onde também morreu. Sabemos também que, ao seu décimo aniversário, Ching-Yun já era alfabetizado e tinha viajado para Kansu, Shansi, Tibet, Annam, Siam e Manchúria para colheita de ervas. Depois disso, sua biografia fica confusa.

Aparentemente, durante o último século Li continuou vendendo suas próprias ervas e, posteriormente,ervas coletadas por outros. Além disso (segundo o Time), possuía unhas com 15 centímetros na mão direita.

Pode-se imagina que sua aparência era decrépita, enrugada como couro, ou mesmo assustador, mas diversos relato da época afirmam que eram surpreendidos com a sua juventude. Foi esta a suspeita? Foi Li Ching-Yun tão velho como ele alegou que era, ou sua data de nascimento um erro de escrita, ou mesmo um exagero?

Verifiquemos as versões donumentadas disponíveis:

As nove vidas de Li Ching-Yun

Ele mesmo admite que nasceu em 1736 e viveu 197 anos. No entanto, em 1930, Wu Chung-chien, professor e reitor na Universidade Minkuo, encontrou registros que “provavam” que Li nasceu em 1677. Nesses registros, defendia ele, revelaram que o Governo Imperial Chinês felicitou-o pela sua 150 e 200 Aniversários.

Então a questão é, ele teria esquecido seu aniversário? Seia o mesmo Li Ching-Yun que conheciam?

Olhando tudo isso do ponto de vista médico e documentado: Jeanne Louise Calment, uma francesa que morreu em 1997 até agora detém o título para a pessoa que vagueou a terra por mais tempo: 122 anos, que é um período extraordinário de tempo.

Isso significa que, se os registros descoberto por Wu Chung-chien estão corretos, Li Ching-Yun iria superar o recorde oficial em mais de 130 anos. É isso cientificamente possível?

O detalhe, que parece, ao mesmo tempo, revelar comprovável e fraudulento é a aparência jovem Li, observou em um artigo de 1928 do New York Times. Aparente e fisicamente, teve sua imagem registrada parecendo um típico senhor de 60 anos de idade. Será que isso significa, portanto, um corpo super capaz de durar um quarto de milênio, ou é a história de Li Ching-Yun baseado em uma série de meias verdades, mentiras ou exageros?

Infelizmente, nunca saberemos. Você pode tirar suas próprias conclusõe.

4 comentários:

  1. pois bem

    concluo que, com 23 esposas, ele devera ser canonizado!

    ResponderExcluir
  2. Que isso? 122 anos? E o povo de Vilcabamba na América do Sul? E o povo de Hunza no Himalaia? Existem vários povos ao redor do mundo que vivem em torno de 130-150 anos sadios nos dias atuais.
    Isso sem falar no povo do passado, pois quem mais viveu na Terra foi Matusalém, quase mil anos...

    ResponderExcluir
  3. _***E o Senhor disse: "Meu espírito não permanecerá para sempre com o homem, para o homem e é carne: porém os seus dias serão cento e vinte anos." _ Gênesis 6/3.***

    = Cu stima. -Mesia _ Ioan 4/[25],26; 10/8,11,2012,14,[16 - prin alte tari _ Romania 10/[17],18}; -*Toate popoarele chemate* _ Isaia 55/1,6-9,[10],11,2012; _ Matei 1/18,21-23; _ Isaia 52/6 -Moise.

    ResponderExcluir
  4. isso é história pra boi durmir, é impossível uma pessoa viver tanto

    ResponderExcluir